Postagens


Cavaletes dificultam passagem de moradores em São José da Tapera

Vereador portador de necessidades especiais acredita que orientação resolverá o problema


Por Gracinha de Souza
Centro de São José da Tapera
Centro de São José da Tapera (Foto: Blog da Gracinha de Souza)

Em dias de feira, circular pelo centro de São José da Tapera está ficando cada vez mais difícil. Além de conviver com calçadas inapropriadas com rampas, degraus elevados, e as poucas vagas de locais específicos para estacionar os veículos, mesmo tendo na Câmara Municipal um vereador portador de necessidades especiais, motoristas e pedestres se deparam com alguns proprietários de estabelecimentos comerciais que resolveram delimitar espaço em via pública como privado. 

Se tornou comum empresários se acharem no direito de sinalizar a frente de seus comércios com cavaletes ou cones como uma forma de demarcar o espaço das ruas, como se fosse a extensão de sua propriedade.

 De acordo com um comerciante que não quis se identificar, essa prática é para impedir que os motoristas estacionem seus veículos na frente de suas lojas para não tomar a visão e impedir a publicidade de seu negócio.

Mas o vereador Adriano Ricardo (DEM) disse que essa prática de reservar espaço em frente às lojas usando cavaletes, cones, banners de publicidade é uma forma de fazer do público uma propriedade particular, sim!  Ele disse ainda que se formos fazer uma análise a fundo, iremos perceber que existem outros problemas também da ordem urbanista a serem observados, como por exemplo, alguns comerciantes e moradores que arrancam árvores que estão em frente ao seu comércio as quais julgam estar atrapalhando a visualização de sua fachada ou por cair muita folha na frente de sua casa. 

O vereador falou ainda sobre como se sente ao ser um portador de necessidades especiais e ver calçadas não padronizadas e cavaletes impedindo não só a sua passagem, bem como de muitos outros cadeirantes no município.

“A sensação é de impotência e até pouco de raiva. Mas infelizmente isso não é um problema exclusivo de nossa cidade, o Brasil é um país que não respeita a acessibilidade. Os cavaletes são obstáculos sim, acredito que apenas com uma orientação dos órgãos responsáveis, isso será resolvido, mas julgo como obstáculo maior é falta de respeito de muitos condutores em estaciona justamente nos acessos das rampas,” afirma.

Risco de Vida

O que tem causado maior revolta entre alguns moradores é que o espaço urbano está cada vez mais sendo utilizado de forma errada como conta uma moradora do Centro da cidade, que também preferiu não se identificar. Segundo ela, andar nas calçadas e nas ruas em dias de feira virou uma questão de risco de vida.

“Quando preciso ir à feira ou ao supermercado, tenho que olhar mais de duas vezes porque quando saio da calçada tenho que desviar desses cavaletes, aí já estou na rua correndo o risco de ser atropelada. Isso é um absurdo! Só vão tomar providências quando alguém morrer atropelado ou quebrar uma perna quando cair nesses cavaletes?” questiona com revolta a moradora.

Mas não fique pensando que apesar da ousadia daqueles que insistem em utilizar o que é público para uso particular, está correto. É preciso que a sociedade se posicione no sentido de cobrar das autoridades uma lei que proíba essa prática e, com o não cumprimento, venha uma penalização com multas.

 “Aqui em São José da Tapera já cabia a criação da Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito, SMTT, semáforos e até redutor de velocidades. Todos os finais de semanas são motos e carros em toda velocidade, sem respeitar os pedestres, ou seja, as crianças e uma parcela de nossa população idosa. É preciso preservar os direitos dos cidadãos,” disse a psicopedagoga e estudante de direito, Luciene Oliveira.

Diazepam teria causado morte de bebê em São José da Tapera

Familiares de gestantes afirmam que negligência em atendimento causou morte de bebês


Por Gracinha de Souza
Menor que perdeu o bebê
Menor que perdeu o bebê (Foto: Cortesia/Blog da Gracinha de Souza )

A família de uma adolescente, de 16 anos, gestante do seu primeiro filho, acusa o médico Geraldo Pinto, da rede pública de saúde de São José da Tapera, de negligência médica.

De acordo com familiares, a jovem estava com o bebê mexendo normalmente, mas em consequência do uso da medicação diazepam, passada pelo médico  para conter a pressão alta, a gestante só dormia e não estava mais sentindo o bebê mexer em sua barriga como de costume.

Em seu sexto mês de gestação, mesmo não sentindo dores, a mãe da jovem, Sandra Maria dos Santos, conta que foi com a filha até o hospital para saber se estava tudo bem. Após o bebê ser auscultado pela plantonista, Vandilma Ramos Barbosa, a filha foi encaminhada para o Hospital Regional de Arapiraca, onde foi medicada e teve alta.

Ao retornar para São José da Tapera, no dia seguinte, mais uma vez os familiares procuraram atendimento médico. A menor fez mais uma ultrasonografia com o doutor Hermes Carlos de Lima Júnior, com o diagnóstico de que seu filho ainda estava com vida.

Após o exame, a jovem foi encaminhada mais uma vez. Ao chegarem no Hospital Universitário, em Maceió, o médico constatou o que os familiares já desconfiavam, o bebê já estava morto. Após a confirmação, a gestante foi transferida para a Maternidade Santo Antônio e permaneceu sete dias, onde seu bebê nasceu por parto induzido.

 “Foi o médico que acompanhava ela no pré-natal, por isso, a gente pensou que tava tudo normal. Mas quando ela não sentiu o bebê se bulir e a Vandilma disse que o coraçãozinho tava batendo sim, fraco mas tava e o médico de Tapera disse a mesma coisa, já fiquei desconfiada que tavam mentindo pra gente," afirma Sandra.

"O pior foi viver com esperança do meu netinho estava vivo esse tempo todo" desabafa ressaltando que em todos os hospitais que os familaires foram encaminhados os enfermeiros constataram que a criança já estava morta.

" E porque só em Tapera que diziam que a criança tava viva?”, questiona a avó do bebê.

Revolta

A família da menor está indignada com a morte da criança, visto que, há dois anos, um outro bebê na família também nasceu morto pela demora no atendimento. Esse trauma causou transtorno na família. “É muita dor. A gente quer esquecer e pensar que foi pesadelo. Minha filha chora todas as noites lembrando do filhinho dela. Os peitos cheios de leite sem poder dar de mamar. É uma tristeza na minha vida,” lamenta dona Sandra, acalentando a filha que ainda segura no colo as roupinhas compradas para seu filho. 

“As pessoas são malvadas, sem coração e faladeiras. Tão dizendo que era pra eu deixar pra lá. Que não vai dar em nada! Que somos pobres e vai sobrar pros mais fracos. Deixar porquê? Se fosse a filha deles queria saber se eles nao queriam justiça!” questiona Cristiano Silva Pinto,  pai da gestante com lágrimas nos olhos.

Outro caso

Há poucos menos de 90 dias, Gilvania Santos Matos, 22 anos,  veio de São Paulo, onde mora com o esposo, para terminara a gestação de sete meses aqui na casa de sua mãe. Fez o pré-natal e a última ultrassonografia constava que a criança estava bem.

De acordo com a Edivania Santos Matos, mãe da gestante, diante de complicações na gestação de sua filha, o doutor Hermes Carlos de Lima Jr pediu, em uma consulta particular,  para a gestante procurar o encaminhamento o mais rápido possível, pois seria caso de cesárea porque o seu bebê era pélvico, ou seja, estava sentado e não teria possibilidades dela ter normal.

Ao procurar a enfermeira Walesssia Fernandes no Programa de Saúde da Família, PSF, Edvania conta que a enfermeira Lea [como é conhecida na cidade], disse que não poderia mais atendê-las porque estava de saída, mas elas poderiam voltar na próxima semana. Uma semana depois, a família foi mais uma vez e a enfermeira ligou para a doutora Jária Ricardo e disse que para completar os nove meses, ainda faltava uma semana. E mais uma vez a gestante esperou para ser atendida dias depois.

Na data marcada a enfermeira auscultou a gestante e percebeu que o batimento do coração do bebê estava fraco. Ao encmainhá-la para a doutora Jária, ela também diagnosticou o mesmo e encaminhou imediatamente  a gestante para o Hospital Geral do Estado (HGE), Arapiraca. Ao chegar no hospital o médico plantonista disse que o coração não batia, mas para ter uma certeza um nova ultrasonografia foi feita pela gestante que comprovou que o bebê ja estava morto.

“Se minha filha tivesse sido encaminhada com urgência como o doutor Hermes mandou, nada disso teria acontecido. A historia desse hospital é mandar o povo ir embora e voltar quando tiver sentindo dor, ” afrma.

A família acusa o Hospital Municipal Ênio Ricardo Gosme de São José da Tapera de negligência médica e que vai procurar seus direitos.

“Eu saí de São Paulo para poder ficar mais próxima de minha mãe e ter meu primeiro filho aqui porque pensava que estava em segurança e meu filho morre por irresponsabilidade no atendimento. Isso é um absurdo! Não durmo direito. Choro todos os dias pensando em meu filho. Meu esposo ficou em tempo de enlouquecer. Só quem é pai e mãe sabe a dor que estou sentindo! Eu sei que nada vai trazer meu filho de volta, mas o que nós queremos é justiça! “revela Gilvania.

O caso de Gilvania era uma gravidez de risco e a cesariana para retirar a criança era a única alternativa. Gilvania foi submetiva ao procedimento cirúrgico para a retirado do feto morto. O bebê foi enterrado em São José da Tapera. Ela espera a recuperação da cesariana para depois  voltar á São Paulo.

Ao ser procurada pela nossa reportagem, a Secretária Municipal de Saúde, Jária Ricardo já tinha conhecimentos dos dois casos. “As duas gestantes passaram por mim e nas consultas foi possível ouvir o coração dos bebês batendo.” Com relação a grávida de 16 anos que foi medicada com diazepam, a Secretária Municipal de Saúde disse que esse tipo de procedimento adotado pelo doutor Geraldo não é fora do comum. As grávidas podem sim, tomar diazepam desde que seja indicada pelo seu médico.

 “Existe o fator risco benefício. Essas gestantes estavam sendo assistidas pelo município e todo suporte foi dado a elas. Eu mesma, desde que fiz residência em Brasília já receitei muito diazepam as minhas grávidas. As pessoas esquecem que uma pressão alta é um fator de risco muito mais elevado do que a própria medicação,” disse a ginecologista e obstetra. “Eu posso assegurar que todos os profissionais que trabalham aqui são comprometidos. Aqui não existem assassinos, somos profissionais que trabalhamos com demandas e cumprimos nossas obrigações,” afirma.

Sobre a falta de acompanhamento psicológicos para as gravidas, a doutora Jária disse que as mães ou responsáveis não devem sobrecarregar os agentes de saúde, que elas mesmas, se acharem que suas filhas estão precisando de uma ajuda psicológica, procurasse o Núcleo de Atendimento a Saúde Familiar, NASF para agendar o acompanhamento do profissional.

Ao ser questionada sobre quais procedimentos serão adotados sobre as acusações feitas ao médico Geraldo Pinto e ao hospital, a Secretária afirmou que uma equipe irá acompanhar todo o processo no sentido de apurar os fatos para que sejam tomadas as devidas providencias. Questionada pela reportagem, a Secretária Municipal de Saúde informou ainda que, se constatar irregularidades, irá instaurar uma sindicância para apurar se de fato houve negligência médica.

O Promotor de Justiça da Comarca de São José da Tapera, doutor Luiz Tenório, disse em entrevista que assim que tomar posse dos Boletins de Ocorências (B.O), irá se aprofundar dos fatos e apurá-los com rigor para tomar as devidas providências.

Radialista é ameaçado de morte após criticar atuação do prefeito em São José da Tapera

Mal atendimento em hospital, falta de medicamentos, reposição de lâmpadas, demora de exames são denunciados em seu programa de rádio. Repercussão não agrada a todos.


Por Gracinha de Souza
Hans Donner
Hans Donner (Foto: Cortesia/Blog da Gracinha )

O comunicador Hans Donner Pereira Melo, 30 anos, que participa do programa Toque Informativo, com o radialista Valdir José dos Santos, diretor da rádio Comunitária Liberdade FM, em São José da Tapera, vem sofrendo ameaças de morte.

De acordo com Donner, ele ouviu da colega de trabalho Fabiana Leite que um homem ainda não identificado teria ameaçado a jovem e também aproveitou a opourtinidade para mandar um recado para o amigo de profissão. “Diga a ele que caia fora que não vai dar pra ele. Ele cuidado na vida!”

Além dessas ameaças feita ao radialista, um profissional da Unidade Mista Ênio Ricardo Gomes (UMERG) teria questionado ao diretor da rádio sobre a idoneidade, competência e habilidade do comentarista para falar sobre os assuntos ligados à cidade. Na conversa particular, a pessoa teria pedido que o comentarista social parasse de falar mal dos atendimentos no hospital ou iria sobrar  pra ele, porque o mesmo não passava de um forasteiro querendo aparecer.

"Esses termos são termos de ameaça. De intimidação. Mas quero deixar claro que não tenho medo de diretor de hospital, de vereadores, do prefeito ou de quem quer que seja, pois estou com a verdade e nunca falei nada que agravasse a eles", declarou Donner.

Desde que chegou na cidade, há três meses, o administrador de empresas vem chamando a atenção dos taperenses com seus comentários ferrenhos sobre a administração do prefeito Jarbas Ricardo. Denúncias como falta de lâmpadas nas ruas, buracos, calçamentos inacabados, mal atendimento médico e demora na entrega e realização de exames são corriqueiros em seu programa diário na emissora.

“Eu fico triste pela minha colega, uma pessoa humilde, mas com competência inigualável, por ser freada por uns covardes. Mas eu não vou me calar. Não tenho medo de quem quer que seja. Assim que eu descobrir, levarei o caso até a justiça, pois não sou um passarinho sem dono no meio do mato que qualquer um vem e se acha no direito de dar uma pedrada e vai embora como se nada tivesse feito. Não sabe ele que se for pego pelo IBAMA sofrerá nos rigores da lei. Sou um ser humano que merece respeito e sou conhecedor não só das leis do nosso país, bem como dos meus direitos”, afirmou.

Já no perfil do seu Facebook, ele desabafou. “... No Rádio, debato sobre migalhas e esmolas que o povo brasileiro aprendeu a comer e se contentou ... sobras, restos ... mas isto não sería comida de porcos, q são felizes assim??! Somos Humanos! PODEM ABRIR PROCESSOS contra mim! Não falei da mãe de ninguém ... apenas quero exercer minha cidadania e chamar o povo para o lado da CIVILIDADE ... Kd a liberdade de expressão neste País com traços Comunistas e Facistas ? O Povo vive sem direito algum ... e quando reclamam são intimidados, ameaçados ... caçoados ..estou sendo perseguido por falar a verdade ... não sou herói e nem melhor q ninguém ... se cada um buscar pelos seus direitos .. juntos, seremos mais fortes ! Sozinho, sou um qualquer ... juntos, somos uma nação!”.

Ao ser procurado pela nossa reportagem, o presidente do sindicato dos radialista de Alagoas (SINDRADIO), Paulo Guedes, disse que já tinha tomado conhecimento do caso e que o departamento jurídico está averiguando a denúncia e, se preciso for, uma ação será montada em busca de preservar a vida do profissional.

“Sim, ja nos deparamos com casos como este. Mas sempre pautamos em medidas de primeiro preservar a vida, nosso bem maior. Levaremos os fatos ao Secretário de Defesa Social do Estado de Alagoas, Alfredo Gaspar de Mendonça, para assegurarmos o direito de liberdade de expressão e resguardar a vida do radialista. O Sindicato sempre trabalha no sentido de preservar não só a conduta ética, bem como assegura na justiça os direitos da nossa categoria através do doutor Cordeiro, nosso advogado,” revela.

Professor usa redes sociais para mostrar alagamento de ponte em São José da Tapera

Enchentes causadas por chuvas impedem passagem de professores e alunos. Problemas se arrastam há décadas.


Por Gracinha de Souza

Desde que publicou as fotos das enchentes da ponte, localizada na estrada do Povoado Pilões, em São José da Tapera, que a página do Facebook do professor Reginaldo Fontes Gadi vem recebendo apoio da categoria e população.

Nas imagens, é possível ver crianças e adultos utilizando uma vara para medir a profundidade do local para depois ultrapassar de moto ou até mesmo a pé com confiança. A causa das enchentes foram as fortes chuvas na região que inundou a ponte dificultando a passagem dos moradores não só de Pilões, mas de Salgadinho, Torrões, Baixa Grande e Lagoa da Cobra.

“Nada é fácil nessa vida... E passar todos os dias no Riacho do Farias e Do Gostoso tá complicado,” publicou Gabi em seu Facebook.

Já o professor Aldenir Fontes, como resposta, não economizou palavras e afirmou que essa enchente é conhecida por todos os gestores que passaram pela prefeitura de São José da Tapera. Ele disse ainda que há mais de quatro décadas a população sofre com o descaso no município.

“Isso é problema de mais de 40 anos e nunca resolveram essa situação. Passam gestores e gestores. Uma estrada como essa não pode ficar assim. Atenção moradores dessa região, façam valer seus direitos! Não fiquem calados! Eu faço a minha, já falei com vários vereadores, mas continua esse mesmo problema. Ano que vem tem eleição, talvez algum lembre. E o povo da região vão aplaudir, talvez quando inaugurarem,” critica.

Enquanto isso, uma fan page de um sindicato da cidade deu total apoio ao professor e mostrou determinação para correr atrás de melhorias. “Sttr Tapera Parabéns professor Reginaldo Fontes Gadi pela divulgação deste problema que afeta diretamente a vida de muitos cidadãos taperenses e cabe a nós como sociedade civil mostrar o problema, cobrar melhorias.”

De acordo com o universitário em pedagogia, Jorge Silva, morador do Povoado Pilões, a população vem ficando desacreditada com as promessas feitas e, principalmente, com a ausência dos poderes que só mandam colocar uma caçamba com entulho de resto de construções quando são acionados.

“É um sentimento de Indignação. Parece que tem que dar mídia de grande porte para que eles se mexam e façam alguma coisa. É uma falta de respeito com o povo que o elegeu. Uma simples ponte os vereadores e o prefeito que foram eleitos para defender os interesses do povo não estão se importando. Esse descaso vem de anos. Todos os anos sofremos com os mesmos problemas e o que eles fazem é apenas mandar colocar uma caçamba de entulhos e pronto,” desabafa.

Diante do descaso, José Eronildo Vieira Gomes, diretor da escola Pedro Francisco das Chagas, de Pilões, idealizou um movimento com as comunidades da região para cobrar dos vereadores uma medida urgente. Uma caminhada com destino à Câmara Municipal só não foi realizada porque o grupo tomou conhecimentos que os vereadores entraram de recesso. “Infelizmente o nosso movimento só não foi adiante por causa do recesso, mas eu tenho certeza que todos irão se engajar. Já colhi assinaturas de professores, diretores, alunos e pais de alunos,” disse.

O diretor municipal deixa claro que o movimento não é protesto, vandalismo e nem pessoal, e sim, em nome da comunidade. “Não teremos badernas e nem perseguição política. Estaremos apenas reivindicando os nossos direitos. Todos os anos a situação é a mesma, ficamos ilhados! Mas agora não suportamos mais,” desabafa Eronildo, ressaltando que é preciso expor a situação no sentido de serem ouvidos. “Não podemos ficar com os braços cruzados. Como líderes de nossas comunidades estamos expondo a situação que vive a nossa gente para que eles nos enxerguem e resolvam de uma vez nossa situação. É a vontade do povo! Por mais que as pessoas sejam a favor do prefeito Jarbas Ricardo, eles também querem a solução devido à situação lamentável que vivemos.”

Até o momento do fechamento desta matéria, não conseguimos localizar o Secretario Municipal de Transporte, Obras e Viação, José Antônio Cavalcantede.

Verdades Secretas: um caso de pedofilia e afronto ao conceito familiar


Por Gracinha de Souza
(Foto: Reprodução/TV Globo)

Enquanto a toda poderosa Rede Globo usa a mídia e leva a discussão de Verdades Secretas de Walcy Carrasco apenas para um lado tendencioso, o book rosa (modelos que transam com milionários por dinheiro), abro aqui um olhar acerca da pedofilia. É notório que a trama, a todo instante, deixa em evidência sobre o caso, mas a sociedade midiática não se atentou a este fato polêmico e horripilante, a consumação e exploração sexual de uma adolescente de 16 anos. Além disso, em cena, a jovem aparece bebendo champagner, visto que, essa atitude  caracteriza  crime previsto em dois a quatro anos a pena de prisão para quem vender, dar ou servir álcool a pessoas com menos de 18 anos de idade.

Porque será que é lindo ver o corpo nu de uma menor em cenas salientes com um homem bem mais velho que ela?

Será que o desejo oprimido em estar compactuando com a fantasia de ambos os sexos explicaria essa aceitação desenfreada do casal Angel e Alex?

O glamour, as passarelas e todo os mistérios que envolvem esse meio, principalmente, a vida de promiscuidade regradas a bons drinks com altos cachês, possibilita que, cada vez mais, modelos se sintam atraídas, de certa forma, poderia ser a primeira das afirmações para o mercado negro do book rosa. O que se contesta não é o fato das modelos maiores de idade fazerem ou não o book rosa, visto que, elas podem fazer do seu corpo o que bem entender, claro, mas, a minha indignação é ver as pessoas acharem normal esse tipo de relacionamento que infringe o Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA e ninguém se mostrar contrário.

Para polemizar ainda mais, uma das cenas de sexo mais chocantes entre os personagens Angel (Camila Queiroz) e Alex (Rodrigo Lombardi), foi quando, ao terminar de fazerem sexo (que sexo!), a Angel pede para o Alex a vestir. E ele, por sua vez, antes de vesti-la penteia levemente os longos cabelos dela com um semblante de sacies, de um pedófilo psicopata. Além disso, veste suas partes íntimas e sua blusa com trocas de olhares, intercalados caracterizando ainda mais a sua satisfação pelo sexo proibido.

Agora a trama das 23 horas leva para mais uma discussão delicada. Alex se envolvendo com a própria mãe da Angel para ficar cada vez mais perto dela, observando seus passos e esperando a hora de atacar. Portanto, será desvirtuado a imagem de padrastos que têm uma conduta ilibada e conceito de família. Entretanto, infelizmente, o que mais existe em todo país são relatos de padrastos que desejam sexualmente suas enteadas quando atingem a adolescência, visto que, muitos, quando não conseguem a “reciprocidade deste amor” chegam a cometer mais do que o crime de pedofilia, o estupro seguido de assassinato e ocultação de cadáver, como foi o caso recente de Recife envolvendo Gildo Xavier, padrasto da jovem Maria Alice Seabra, de 19 anos no mês passado. 

Já em Maceio, um caso também chocou os alagoanos. Uma jovem mantinha relações sexuais com seu padrasto após a morte de sua mãe. Maria de Lourdes, 26 anos, foi assassinada por Valdemar Francisco de Lima no início deste ano.

Mas não atentando ao contexto da ficção a realidade que vivemos, Verdades Secretas agradou ao gosto popular, e pasmem! Grande maioria torce pelo final feliz de Alex e Angel.  Na página oficial do Gshow da Globo, por exemplo, é estarrecedor como a opinião pública vibram para que o galã (que se tornará um psicopata) fique com a pobre menina indefesa de coração partido ou invés de aceitarem que ele se relacione com outras mulheres de sua idade. Certamente ver as desgraças dos outros como exemplo, e você sendo expectador, é excitante, normal, ou seja, não sendo do seu seio familiar, devemos manter a conduta de liberais.

Mas, e você? Quais são suas Verdades Secretas?

Certamente, você que esta assistindo não faria o mesmo. Ou faria?

Dia dos namorados: casais usam as redes socias para declarar amor eterno


Por Gracinha de Souza
Larice Araujo/ Nando Melo
Larice Araujo/ Nando Melo (Foto: Cortesia/Blog da Gracinha)

Corações, ursinhos de pelúcias, buquê de flores e jantares românticos estão cada vez mais comuns para os casais apaixonados. É notório vermos todo tipo de declarações na internet. Seja os namoradinhos, noivos ou casados ninguém quer ficar de fora.

Sendo a última sensação entre os casais de plantão, declarar sua paixão nas redes sociais virou uma prova a mais de amor.

"Eu sempre achei difícil entender, como duas vidas podem se tornar apenas uma? Mas quando te encontrei, eu te amei. E um milagre aconteceu e então eu entendi, que Deus tem sempre um plano para nós. É preciso paciência e ouvir Sua voz. 
#‎meueternonamorado #‎teamo", disse a mais jovem senhora Larice Araujo, recém casada com José Fernando Junior que, em troca da delcaração de sua amada esposa, também não economizou nas palavras de amor.  

"A melhor maneira que o homem dispõe para se aperfeiçoar, é aproximar-se de Deus. Ele sempre nos honra, e sempre tem o melhor para nós. E ele me trouxe essa felicidade magnífica, que é viver ao seu lado, e dividir todos os momentos da minha vida com você. Esse foi o dia mais feliz pra mim, ouvi você falar naquele altar que sim. Te amo, amo muito, e que nosso alvo, Ele, nunca nos deixe desviar do caminho. #12 #‎PraSempreNamorada #‎Esposa #‎Deus #‎NossoAlvo — com Lariice Araujo", publicou na linha do tempo do seu facebook.

Já para a estudante de arquitetura, Carla Lavínia, as redes sociais deixaram mais fortes a relação do casal, pois o bom para ela é todos terem conhecimento do amor dos dois.

"Assim que meu namorado Rodrigo colocou no status do facebook em um relacionamento sério, e lá aprecia meu nome, eu dei pulos de alegria," comemora.

Essa prática virou uma febre independe da opção sexual. Em seus perfis, internautas não economizam palavras e lembram-se de cada detalhe desde o primeiro encontro, como foi o caso da policial do BOPE, Luciana Renata, que convive uma relação amorosa com a produtora Aninha Cintura Melo há mais de 15 anos.

Entre os casais, há a mesma paixão em comum: declarar público aos seus parceiros todo o amor envolvido, tornando esse dia ainda mais especial, afinal, ouvir palavras bonitas no Dia dos Namorados é válido não só para os recém casados Larice Araujo e  José Fernando Júnior, que nos enchem de pespectivas pela força jovem de seu amor, bem como para o veterano Galeno Vilela, que faz juras de amor a sua eterna namorada, Jeane Ricardo,  há mais de 17 anos, deixando claro o quanto é maravilhoso estarmos ao lado da pessoa que escolhemos para amar por anos e anos. 

Entre esses belos casias, confira quais são os outros casais mais apaixonados das redes sociais! Entretanto, antes disso, não esqueça de também declarar seu amor, seja na internet, à dois ou em meio a multidões. O importante é deixar claro todo seu sentimento no dia de hoje

 

Esse lixo é seu, por favor, jogue no lixo!


Por Gracinha de Souza
Blog da Gracinha
Blog da Gracinha (Foto: Internet)

No mês em que se comemora o dia do Gari, durante minhas caminhadas matinais, próximo ao alagoinhas no bairro de Ponta verde, algo me chamou a atenção. Um garoto de aproximadamente 13 anos, caminhava pela orla de Maceió, quando, ao tirar o plástico do seu picolé, o jogou na calçada. Eu parei! Fiquei indignada com a falta de educação daquele garoto porque ali não era lugar de jogar lixo e o chão estava completamente limpo. E, para minha surpresa, antes mesmo de eu chamar a atenção do garoto, um gari prontamente foi ao seu encontro e disse:

- Ei menino, esse lixo é seu. Coloque no lugar dele - E apontou para a lixeira cor de laranja que estava há aproximadamente dois metros do garoto.

Já o menino, estupefato com a lição mais que correta aplicada pelo servidor público, não questionou. Colocou o lixo no lixo.

O gari saiu balançando a cabeça como sinal de negatividade. Fui ao seu encontro e, ao ser questionado se esse tipo de comportamento era uma constante em sua vida,  ele disse que já tinha perdido as contas de quantas vezes viu pessoas jogarem lixo na rua e até nos “pés” da lixeira. Ele disse ainda que as pessoas, por saberem que existem um profissional da limpeza, acham que eles têm que aturar comportamentos  do gênero.

Ora, o que leva alguém a ter uma atitude dessa? Será que elas jogam lixos no meio de suas casas como elas fazem na rua?

Essas pessoas provavelmente não tiverem uma educação voltada para a preservação ambiental. Elas deveriam se abastecer de informações, se é que não as têm, e saberem que todo tipo de lixo em local inadequado gera entupimento de córregos, esgotos e poluem lagos, rios e mares, pois em uma chuva, todos os objetos são levados pelas correntezas para esse locais. O que existe é falta de conscientização.

A postura do senhor gari em preservar o local e ensinar o garoto uma boa educação foi uma atitude certeira. Além disso, ele ainda tem a lei de autoria do vereador Wilson Júnior (PDT) ao seu favor que foi promulgada pelo prefeito Rui Palmeira (PSDB) desde março deste ano. A referida lei estabelece aplicação de multas para quem for flagrado jogando lixo nas ruas de Maceió. A lei prevê ainda uma multa de R$ 50,00 para o infrator. O recurso arrecadado será destinado para Superintendência Municipal de Limpeza Urbana de Maceió, SLUM.

Acredito que, para esse tipo de cidadão ter ciência de sua responsabilidade social, a prefeitura de Maceió deveria montar uma força tarefa em conjunto com a Policia Militar, Guarda Municipal e equipes da SLUM, para flagrar e multar cada cidadão infrator, como aconteceu no Rio de Janeiro no projeto Lixo Zero em 2013.

Lá, a lei prevê multas de R$ 157 a R$ 3 mil, dependendo do tamanho do produto que for descartado.  Além disso, ao serem abordados, os infratores fornecem sua documentação para serem enquadrados. O cidadão terá que imprimir um boleto bancário pela internet para fazer o pagamento, sob o risco de ter seu nome inscrito no Serasa e no Serviço de Proteção ao Crédito caso não efetue o pagamento de sua multa. Por fim, o cidadão que se negar, no auto da infração, a fornecer seus documentos para o guarda será levado a uma delegacia, para que seja feito o registro de ocorrência. O guarda imprimirá a multa, utilizando smartphone e impressora portátil, contendo a descrição da infração, orientações, prazos para pagamento e eventual recurso.

 “Infelizmente o cidadão não tem a cultura de zelar pelo patrimônio público como fazem com suas casas. O que existe é o conceito de que o gari é pago para recolher o lixo deles 24 horas,” desabafa o gari que não quis se identificar.

Ao me despedir do gari fiquei maravilhada, sobretudo, por se fazer necessário que cada funcionário da pasta ou cidadão que não concorda com uma atitude dessas, tenha tamanha grandeza. Afinal, como em nosso país tudo só funciona a base da lei, ela está criada, porém, tem que ser mais atuante para fiscalizar e punir uma sociedade descompromissada com a responsabilidade de recolher seu lixo.

 

Sobre a Lei em Maceió

As penalidades previstas nesta Lei serão estabelecidas através de auto de infração lavrado contra o infrator, contendo as seguintes informações: local, data e hora da lavratura; qualificação do autuado; a descrição do fato constitutivo da infração; o dispositivo legal do infringido; a identificação do agente atuante e por fim a assinatura do autuado.

A Lei prevê em seu parágrafo terceiro o auxílio da força policial quando o infrator dificultar o cumprimento da ordem por parte do agente do órgão responsável pela fiscalização e execução das multas. Vale ressaltar que a verba arrecadada com as penalizações será destinada para a Superintendência Municipal de Limpeza Urbana (SLUM).

Grazy Araújo se apresenta como Ring Girl do Coliseu Extreme Fight em Arapiraca

Evento de MMA vendeu mais de 3 mil ingressos e teve Otávio Besouro como um dos campeões da noite


Por Gracinha de Souza
Modelo Grazy Araújo
Modelo Grazy Araújo (Foto: Cortesia/Blog da Gracinha )

A modelo alagoana Grazy Araújo, 23 anos, participou como Ring Girl do Coliseu Extreme Fight, que realizou a sua 12ª edição, sendo a quarta na cidade de Arapiraca, neste último sábado (09).

 A taperense dividiu os ringes com as modelos Fernanda Medeiros e Alane Pereira, ambas de Natal, e Bianca Oliveira, de Maceió, no Ginásio João Paulo II.

A modelo disse que realizar trabalhos em Alagoas a deixa feliz pelo fato de estar mais próxima aos seus familiares que moram em São José da Tapera. Ela disse ainda que participar do evento foi a realização de um sonho antigo.

“Quando surgiu a proposta para minha assessora de Alagoas eu dei um grito de alegria, pois sempre sonhei em fazer um evento deste porte. O que mais me deixou feliz foi poder reencontrar amigos de minha cidade e poder tirar fotos no final do evento,” disse.

Ao ser questionada se ela, por ser uma nova ring girl poderia atrair uma certa rivalidade entre as outras garotas que estão há anos realizando o evento, Grazy foi cautelosa.

“Eu sempre costumo dizer que tem espaço para todos em tudo que fazemos. Entretanto, a rivalidade, se formos olhar por um lado positivo, ela nos motiva a dar sempre o melhor de nós, nos transformando em profissionais cada vez mais capazes em realizar sonhos e traçar objetivos."

No evento, o Eduardo “Máquina da Dor” conquistou o cinturão interino da categoria peso-galo ao derrotar Anderson Berinja .

Já o campeão da noite, e lutador preferido da Ring Girls Grazy, Otávio "Besouro", mostrou mais uma vez a sua evolução entre as equipes Shock  Fight em Maceió ao derrotar seu oponente, por nocaute, Eudes "Cachorrão".

No entanto, outras lutas foram finalizadas por nocaute, nocaute técnico de atletas da casa e desistência de lutador de outro Estado.

A que ponto chegamos? Tráfico de drogas assola região sertaneja


Por Gracinha de Souza
(Foto: Internet/Blog da Gracinha)

Os anseios por justiça  de homens e mulheres de bem da cidade de São José da Tapera e região foram atendidos, de forma momentânea, após a Operação integrada pelas polícias Civil e Militar que resultou na prisão de 31 pessoas  envolvidas com tráfico de drogas e homicídios.

Em São José da Tapera, era visível a grande movimentação do tráfico de drogas e homicídios oriundos deste comércio ilegal. As vítimas eram pegas em emboscadas fatais quando, certamente, não honravam os acordos firmados aos bandidos ou por briga de demarcação territorial. 

As consequências desse malefício são centenas de jovens e pais de família tanto da zona urbana quanto rural, atraídos por este tipo de comércio que, infelizmente, se tornou popular no nosso município.    

Devido à movimentação do tráfico na cidade, não sabíamos se morávamos em uma cidade do interior ou capital de Estado. A venda de drogas estava tão escancarada, que a entrega era feita até a luz do dia onde motos e bicicletas circulavam  levando a todo instante o produto do crime. Mortes corriqueiras de pessoas ligadas ao tráfico ou envolvimento com crime organizado eram frequentes.  Acredita-se que, diante disso, pequenos furtos e assaltos à mão armada em praças públicas e ruas do comércio eram feitos para pagar contas ou alimentar o vício. Diante do quadro de violência, as ruas da cidade não eram as mesmas. Ficar em frente a sua porta até altas horas ou de porta abertas, já não fazia mais parte do cotidiano do taperense.

Aqui, como em cidade grande, até assaltos a bancos aconteciam  frequentemente. Não se sabe ao certo se tem uma ligação com o tráfico ou se existem pessoas de São José da Tapera envolvidas, entretanto, o que a sociedade espera é que a justiça puna essas pessoas e que operações como esta sejam feitas com mais frequência para assim, devolver a paz que a cidade interiorana gosta e precisa.

Grazy Araújo será uma das Ring Girls do Coliseu Extreme Fight XII em Arapiraca


Por Gracinha de Souza
Grazy Araújo
Grazy Araújo (Foto: Cortesia/Blog da Gracinha)

A modelo alagoana Grazy Araújo, 23 anos, marcará presença Vip como Ring Girl no Coliseu Extreme Fight 12, no dia 09 de maio em Arapiraca. A bela taperense chega para somar ao lado de Fernanda Medeiros e Alane Pereira, ambas de Natal, e da Musa do MMA alagoano, Bianca Oliveira, de Maceió. As beldades prometem, no intervalo dos rounds, deixar a plateia eufórica com suas performance.

“As Cage Girls completam o espetáculo com seu brilho, distribuindo muita simpatia e arrancando suspiros da arquibancada. A Grazy veio para aumentar a familia Coliseu  e com certeza como todas as Girls, será muito bem recebida pelo público,” disse o diretor de comunicação, Marcio Mrotzeck.

De acordo com Marcio, o evento recebeu por duas vezes consecutivas o "Oscar do MMA nacional", o prêmio Osvaldo Paquetá. “Essa nova edição será mais um grande show de artes marciais mistas, que dará sequência aos espetáculos já realizados e reconhecimento nacionalmente, o que nos deixa muito orgulhosos,” disse.

Mrotzeck disse ainda que o grande diferencial da organização é o profissionalismo e compromisso de sempre proporcionar um evento de entretenimento, respeitando atletas, público e imprensa. E que, para o Coliseu, o público pode esperar grandes combates na apresentação do melhor Card do ano até o momento.

Ao ser questionado se existe a pretensão de fazer outros eventos do gênero, Marcio revelou que o projeto para o segundo semestre é de mais três eventos, que podem ser no estado de Alagoas, ou em outras regiões do país.

Sendo realizado pela quarta vez em Arapiraca, o Coliseu colocou a disposição 3,5 mil ingressos. Parte desse montante, sendo proporcionado aos arapiraquenses, a possibilidade de trocar notas fiscais e alimentos não perecíveis por ingressos do evento. Entretanto,  terão que obedecer ao regulamento que estabelece que, o consumidor que adquiriu quaisquer produtos na cidade de Arapiraca, desde o dia 1º de abril, terá direito a participar da promoção com notas que somem o valor de R$ 200 em compras e acompanhado de 2kg de alimento não perecível. No entanto, o limite de troca será de 5 ingressos por pessoa.  O preço da entrada será de R$ 20 (meia entrada) para o setor de arquibancadas e R$ 40 para área VIP. O posto de troca será no CDL da cidade, situado na Rua Professor Domingos Correia, Centro.

O Coliseu acontecerá no Ginásio João Paulo II. O preço da entrada será de R$ 20 (meia entrada) para o setor de arquibancadas e R$ 40 para área VIP. O posto de troca será no CDL da cidade, situado na Rua Professor Domingos Correia, Centro de Arapiraca.

 

Confira programação dos Card

 

Disputa de cinturão Peso Galo (Até 61 kg)

Anderson “Berinja” (Chute Boxe) x Eduardo “Máquina da Dor” (Full House)

 

Combate Peso médio (Até 84 kg)

Zeca “Predador” (Nordeste Jiu-jítsu) vs Andre “Sergipano” Muniz

 

Combate  Peso Pena (Até 66 kg)

Otavio “Besouro” dos Santos (Shock Fight | Pitbull Brothers) vs Eudes “Cachorrão” Tavares (Hikari)

 

Combate Peso Galo (Até 61 kg)

Jeferson “Pitbull” da Silva (Adois Fight) vs Edilson Teixeira (Team Velame)

 

Combate Peso Meio Médio (Até 77 kg)

Isac Almeida (Team Nogueira) vs  Alexandre Leão (Coalizão Fight Team)

 

Combate Peso Pena (Até 66 kg)

Ítalo Ribeiro (Ricardo Feitosa) vs Matheus “Capataz” Andrade (Full House)

 

Combate Peso Galo (Até 61 kg)

José Antônio “Toni Belo” (Ricardo Feitosa |Titãs Muay Thai) vs Edcarlos “Peixe” Ferreira (Adois Fight)

 

Combate Peso Mosca (Até 57 kg)

Stênio Barbosa (Chute Fight) vs Renato Velame (Champion Team)

 

Card Preliminar

 

Combate Peso Meio Médio (Até 77 kg)

Alan “Pitbull” (Fire) vs Gabriel Gomes(Donosti)

 

Combate Peso Leve(Até 70 kg)

Isaías Martins(Pitbull Team) vs Diogenes Pai (Adois Fight)

 

Combate Peso Galo (Até 61 kg)

Erivaldo Santos (Pipa Fight) vs Leônidas Alves (Ricardo Feitosa)


Blog da Gracinha