Internet 7b4f9b33 79df 4290 855f ed531949381c Câmara dos Deputados votou nesta quarta-feira (02) sobre a denúncia de crime de corrupção contra Temer

Esta quarta-feira (02) foi marcada pela votação na Câmara dos Deputados em Brasília sobre a denúncia da Procuradoria Geral da República por crime de corrupção passiva contra o presidente Michel Temer (PMDB). A Câmara iniciou o rit para a votação ainda pela manhã se estendendo até as 21h:50. Dos 342 parlamentares votantes, 263 deputados votaram a favor da rejeição do andamento da investigação contra o presidente enquanto 227 votaram contrários a rejeição. 

Dos 27 estados brasileiros, Alagoas foi o ultimo estado a votar, dos 9 parlamentares alagoanos, 4 foram contrários a rejeição do andamento da investigação contra Temer, foram eles: Ronaldo Lessa (PDT), Givaldo Carimbão (PHS), Paulão (PT) e JHC (PSB). 4 deputados votaram a favor da rejeição do andamento da denúncia, foram: Arthur Lira (PP), Cícero Almeida (PMDB), Marx Beltrão (PMDB) e Maurício Quintella Lessa (PR). O deputado Pedro Vilela (PSDB) faltou a votação.

Popularidade de Temer

O Presidente Michel Temer (PMDB) enfrenta além de denúncias, um baixíssimo indice de popularidade no país, conforme apontam pesquisas. A sua taxa de aprovação hoje (apenas 5%, segundo o Ibope) é até mesmo pior que a de Dilma Rouseff (PT) em março do ano passado (10%), pouco antes da Casa aprovar a continuidade do processo contra ela.

Segundo analistas ouvidos pela BBC Brasil, o presidente sobrevive de uma mistura de forte articulação política no Congresso, ausência de protestos de massa nas ruas e apoio da elite econômica satisfeita com o andamento de reformas impopulares.

Repercussão nas redes sociais

Brasileiros e alagoanos acompanharam atentamente de seus lares a votação sobre a denúncia do crime de corrupção contra Temer. Olhares atentos sobre como cada parlamentar votou. Nas redes sociais, internautas demonstraram indignação com votos de parlamentares. Um internauta registrou em vídeo como cada parlamentar alagoano votou na noite desta quarta-feira (02) na Câmara dos Deputados, veja abaixo o vídeo: