Reprodução 00e3abed be5a 474a b7f9 27b477572e2b José Arnaldo e Bruno Menezes, Prefeito e Vice respectivamente de Olivença, Sertão de Alagoas

O Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL) decidiu na manhã desta sexta-feira, 10, pela impugnação dos mandatos de José Arnaldo Silva (PSD) e Bruno Menezes Silva (PRP), prefeito e vice-prefeito do município de Olivença, respectivamente, acusados de utilizarem caminhões-pipa para comprar de votos. Os acusados do ilícito foram condenados por abuso de poder político e econômico, além de captação de sufrágio ilícita.

De acordo com a decisão do juiz da 19ª Zona Eleitoral, Fausto Magno David Alves, os investigados também devem pagar uma multa R$ 63.840,00 e ficarem inelegíveis pelos próximos oito anos subsequentes ao dia das eleições do ano passado.

A denúncia do Ministério Público Eleitoral foi de que José Arnaldo estaria utilizando dois caminhões-pipas, sendo um público e outro privado, para coletar água numa barragem localizada na propriedade dele e posteriormente distribuí-la em troca de votos. O MPE comprovou a denúncia através de provas de áudio, vídeos e imagens por uma equipe de investigadores ao longo de vários dias.

A defesa do prefeito e vice-prefeito de Olivença entrou com o pedido de nulidade das provas do MPE, uma vez que tais provas foram obtidas dentro da propriedade privada de José Arnaldo, e que os caminhões utilizados não foram utilizados para obtenção de votos, porém a alegação da defesa foi negada pelo TRE.

A reportagem do CadaMinuto entrou em contato com a prefeitura de Olivença, mas nenhum dos investigados estavam presentes. Também não conseguimos contato ao ligar para os telefones particulares de ambos.

A decisão pode ser conferida no link: Clique Aqui!