Adrianu Santos C3c04616 b726 4505 b9c8 9f212e69059c Dois Riachos

O Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/AL), em parceria com a Polícia Civil de São Paulo, conseguiu capturar o foragido da Justiça Suélio de Souza. A prisão dele aconteceu após o promotor de justiça Ivaldo da Silva, titular da Promotoria de Cacimbinhas, receber informações que o acusado estaria residindo no município paulista de Osasco. Ele entrou em contato com delegados daquele estado, deu detalhes do duplo homicídio atribuído a Suélio, enviou cópia do mandado de prisão em aberto e forneceu o endereço onde o réu poderia estar escondido.

De posse de todas as informações, o promotor Ivaldo da Silva organizou a captura do foragido e, para isso, contou com o apoio da delegada Luciana Amat, do município Suzano (cidade vizinha a Osasco), e do delegado Fagner Ferreira Soares, supervisor do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra), do Departamento de Investigações Criminais (Deic da Polícia Civil de São Paulo. “Passamos todos os detalhes para os dois, que fizeram as devidas diligências e, na manhã desta segunda-feira (15), conseguiram localizar o acusado, efetuando a sua prisão. Agora, Suélio será encaminhado para Alagoas, ficará preso e vai aguardar o julgamento dos crimes que cometeu”, explicou o promotor de justiça.

Suélio de Souza é acusado de um duplo homicídio, ocorrido na cidade de Dois Riachos, em agosto de 2012. O Ministério Público já ajuizou denúncia contra ele, que é apontado como um dos autores materiais do assassinato praticado contra um casal. Segundo a ação penal, o filho das vítimas teria contratado o réu e mais um outro homem para matar os pais por causa de briga de herança. Uma arma de fogo foi utilizada por eles para praticar os crimes, que causaram grande repercussão na região à época.

O processo tramita na comarca de Cacimbinhas, da qual Dois Riachos é ligada.