Baixinho Boiadeiro 5c9962fd c3b6 4056 9bf1 21abd64d58e0 Reprodução

Com todas as reservas necessárias para uma denúncia com tantos dados, nomes e números, feita por alguém ferido na alma, ainda assim, o vídeo que circula na rede – e na imprensa local – feito por Baixinho Boiadeiro não pode ser ignorado.

A questão policial, a dos homicídios em Batalha, já deveria ter sido resolvida.

A Segurança Pública dispõe, e não é de hoje, de informações suficientes para dar a imprescindível satisfação à família Boiadeiro – e também de Tony Pretinho -, mas tem postergado qualquer anúncio público.

Mas denúncias de corrupção na Assembleia, uma casa marcada por um histórico recente tão ruim, merece a intervenção – na investigação – da Polícia Federal, instituição que obteve os melhores resultados por lá, em se tratando de desvio de dinheiro público, ainda que temporários.

O vídeo, acreditam fontes da Segurança Pública, já foi gravado há um bom tempo (e não muito distante de Batalha ou de Alagoas.)

Sua principal consequência, neste momento, pode ser uma maior celeridade da polícia alagoana na apuração das mortes por lá.

E tomara que o banho de sangue já tenha sido estancado.

O Vídeo repercute na internet desde o dia 02 de fevereiro dia no qual foi publicado em um canal por Baixinho no You Tube:

Veja o vídeo: