Internet B60a6d3d 1621 41c7 83ad 405732c5bfad

Está marcado para a quarta-feira (21), o julgamento no Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AL) de uma ação judicial eleitoral que visa cassar o mandato da Prefeita do município de Poço das Trincheiras, Sertão de Alagoas, Aparecida Ferreira (MDB). De início uma denúncia havia sido protocolada na câmara de vereadores no dia 15 de Novembro de 2017, na denúncia, feita pelo ex-vice prefeito e ex-candidato a prefeito que disputou nas eleições de 2016 e não obteve êxito ficando em segundo lugar na disputa, José Valmiro Gomes da Costa (PRP), o Minuto Sertão teve acesso ao documento protocolado pela Presidente da Câmara de Vereadores, Ver. Luzinete Souza do S. Vasconcelos.

A ausência em respostas a pedidos de informações da câmara de vereadores caracterizando-se em Infração Político Administrativa e Crime de responsabilidade é o motivo elencado na denúncia apresentada. No dia 02 de Dezembro, a denúncia que pedia o afastamento da gestora do seu cargo teria sido arquivada pela Justiça de Alagoas, conforme foi noticiado pelo Minuto Sertão: Confira aqui!

Após justiça arquivar afastamento da gestora, TRE/AL julgará ação eleitoral que poderá cassar seu mandato

Na próxima quarta-feira (21), o TRE/AL, irá decidir sobre o mandato da gestora Aparecida Ferreira, sob uma outra acusação na qual ela responde feita por meio de uma Ação de Investigação da Justiça Eleitoral (AIJE) impetrada pela coligação: ''Unidos por um novo tempo'' (PRP), (PP), (PPS) e (PROS). Aparecida é acusada de abuso de poder econômico, abuso de poder político-corrupção e fraude.

A prefeita, caso seja condenada pelo Tribunal Regional Eleitoral, junto com o vice-prefeito: Rodolfo Aquino. Ambos poderão recorrer a decisão, caso sofram novas derrotas em outras instâncias, podem ser afastados e a presidente assumir como prefeita enquanto ocorre novas eleições no município.