Thiago Davino – Minuto Esportes 14270818349307

Eliminado da Copa do Nordeste, o CRB tem de focar as suas atenções no Campeonato Alagoano. Mas, a estréia do time alvirrubro na competição estadual não foi das melhores na tarde deste domingo (22), quando jogou mal e acabou derrotado pelo CEO, em Olho D’água das Flores.

Na próxima rodada, o CRB tentará a reabilitação jogando em casa. A equipe alvirrubra recebe o Ipanema na próxima quarta-feira no Rei Pelé. O CEO por sua vez, vai até Palmeira dos Índios enfrentar o CSE.

O JOGO – 1º TEMPO

Forte calor na cidade de Olho D’água das Flores e as equipes de CEO e CRB não conseguiam produzir, ou mantinham um ritmo cadenciado devido ao clima do jogo. Assim, o jogo permaneceu sem uma jogada criativa ou chance de gol depois dos 15 minutos de jogo.

O CRB sentia dificuldade no campo reduzido e na forte marcação do time da casa. Quando atacava, a equipe regatiana não conseguia finalizar ou parava na defesa rival. O CEO por sua vez, buscava mais o jogo.

Se o jogo não estava dos melhores, para o CRB ficava mais difícil. O técnico Alexandre Barroso, em sua estréia precisou mudar o time por conta da lesão muscular do zagueiro João Paulo, que saiu e foi substituído por Audálio.

O CEO por sua vez, continuava ganhando campo. Um dos mais ativos, tendo criado algumas jogadas, o atacante Alysson foi recompensado. Aos 40 minutos, o jogador que foi formado nas categorias de base do CSA recebeu na entrada da área, avançou e bateu um chute cruzado, alto, acertando o ângulo de Júlio César. Placar aberto no sertão alagoano.

Na frente do placar, o CEO administrou o resultado e garantiu a vitória parcial no primeiro tempo por 1 a 0 sobre o pouco inspirado CRB.

2º – TEMPO

Precisando do resultado, o CRB veio jogando de forma diferente e pressionou o CEO na primeira metade do segundo tempo. Gabriel aproveitou escanteio e cabeceou, mandando a bola muito perto da baliza rival.

O domínio do CRB era apenas na posse de bola, mas não conseguia traduzir em chances e principalmente gols, irritando a pequena torcida que foi até o estádio Edson Mathias em Olho D”água das Flores, bem como os dirigentes regatianos que mostravam impaciência no alambrado do campo.

Aos 25 minutos o time teve a chance mais clara do jogo até então. Após confusão na área, Zé Carlos dominou e bateu por cima do gol, com o gol já aberto e praticamente sem goleiro, já que João Paulo estava no chão.

A situação do CRB era crítica no jogo. Faltando poucos minutos para acabar, o time regatiano estava atrás do marcador, esbarrava no “ferrolho” montado pelo CEO e se complicou quando Gabriel agrediu o adversário e acabou expulso.

O árbitro Francisco Carlos Nascimento assinalou três minutos de acréscimo, que não foram o bastante para mudança do placar. Final de jogo, CEO 1 x 0 CRB.