Arquivo/Minuto Sertão Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Delegacia Regional de Santana do Ipanema

Uma fuga em massa foi abortada por agentes de plantão na Delegacia Regional de Santana do Ipanema, no Sertão de Alagoas, após a descoberta de um buraco nos muros do pátio da distrital. Os policiais civis que estavam de plantão na delegacia desconfiaram da movimentação dos presos, na manhã desta segunda-feira (24), durante o banho de sol.

De acordo com o agente Pedro Almeida, os detentos estavam enfileirados formando um paredão no pátio da delegacia, o que provocou a desconfiança dos policiais. O objetivo era esconder o ‘trabalho’ realizado por outros presos, que escavavam com cabos de vassoura um dos muros da delegacia.

Quando o buraco foi descoberto, dois dos detentos assumiram que estavam comandando a ação. São eles, Luis Carlos Santos e José Santos Xavier. Todos os quarenta presos foram revistados e em seguida recolhidos para as celas da delegacia, que estava sob o comando do delegado Antônio Vieira Barros.

Esta não é a primeira vez que os presos utilizam cabos de vassoura para escapar. Em 26 de setembro deste ano, doze detentos abriram um buraco na cela 4 e deixaram o prédio, por volta das 10 horas.