Reprodução/ Rede Record 14323120477607

Um nutricionista de 26 anos matou a mãe a facadas depois de ter um surto em Senador Canedo, na região metropolitana de Goiânia. O jovem havia tentado sair sem roupas de casa, mas foi impedido pela dona de casa, o que teria motivado o crime.

O resgate chegou a ser chamado, mas Angeneusa Pereira da Fonseca Xavier, de 46 anos, já estava morta. Na casa, moravam o jovem, a mãe e o pai, que não quis gravar entrevista.

Esta vizinha, que não quis ser identificada, contou à Rede Record que Vinícius Pereira Xavier e a mãe não tinham problemas de relacionamento.

— É um rapaz educadíssimo. A vida dele era estudar.

Depois de ser liberado pelo médico, o jovem voltou a fazer treinamento em um hospital da região. No dia de volta ao trabalho, o nutricionista retornou transtornado para casa.

Antes do crime, o nutricionista tentou sair de casa sem roupas, mas foi impedido pela mãe.

Quando a polícia chegou ao local, o jovem estava ao lado do corpo e não apresentou reação. De acordo com o delegado responsável pelo caso, o nutricionista se portava como se nada tivesse acontecido.

O jovem foi ouvido pelo delegado, mas aparentava estar delirando. Segundo a polícia, o rapaz respondeu que seu nome era Lúcifer.

O advogado da família disse que o rapaz começou a apresentar problemas mentais há cerca de um mês, mas já havia começado a se tratar com medicamentos. O profissional não quis adiantar se vai pedir um exame de sanidade mental.

— Vamos aguardar a conclusão do inquérito para verificar a imputabilidade dele