Um menino de 12 anos foi apreendido por policiais da 24ª Delegacia Territorial (DT/Vera Cruz) depois de ser acusado pelo padrasto de ter matado a própria prima na noite da última quarta-feira (26/10), na Ilha de Itaparica.

Segundo informações da Polícia Civil, o garoto já foi encaminhado ao Ministério Público e deve cumprir medida sócio-educativa por conta do crime.

De acordo com a polícia, o adolescente de 12 anos deu um tiro na cabeça da prima Tainá Almeida do Rosário, de 17 anos, na localidade de Baiacu.

O crime teria ocorrido durante uma discussão que começou quando Tainá comeu uma manga que o menino colheu na roça onde seu padrasto trabalha.

Irritado, o menino foi até a casa, pegou uma espingarda artesanal e disparou contra Tainá, que morreu em seguida. O padrasto, de prenome Edilton, foi até a 24ª DT e denunciou o crime ao delegado Lúcio Ubiracê, titular da 24ª DT.