Fornecido por Notícias ao Minuto Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Apesar de a presidente Dilma Rousseff ter anunciado somente a redução do salário dos ministros em 10%, como gesto para ajudar no ajuste fiscal, o seu próprio salário e do vice-presidente da República, Michel Temer, também sofrerão o mesmo corte de 10%. Com isso, o vencimento da presidente, que é de R$ 30.934,70, passará para R$ 27.841,23. O vice-presidente e os ministros recebem a mesma remuneração da presidente da República e também terão seus salários reduzidos na mesma proporção.

Na reforma divulgada na manhã desta sexta-feira, 2, Dilma anunciou a diminuição de 39 para 31 ministérios. Com os salários de ministros, presidente e vice, o governo gastava um total de R$ 1.268.322,70, e agora gastará R$ 918.760,55, uma economia de cerca de R$ 350 mil por mês, ou cerca de R$ 4,5 milhões em um ano, levando em conta o corte das 8 pastas e uma soma incluindo o 13º salário dessas autoridades.

Os novos ministros tomarão posse em uma cerimônia coletiva na próxima terça-feira, dia 6, às 10 horas. Depois, haverá a transmissão de cargo deles em seus respectivos ministérios. Na segunda-feira, a presidente Dilma estará fora do País, em viagem oficial à Colômbia. Com informações do Estadão Conteúdo.