Montagem / R7 Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Acusada, de 38 anos, teria agredido o pai para ficar com o dinheiro da aposentadoria do idoso

Uma mulher de 38 anos foi presa suspeita de agredir o pai, um idoso de 71 anos, para extorquir o dinheiro da aposentadoria dele. O companheiro dela também foi detido acusado de ser coautor do crime. Até uma vassoura foi usada para bater no aposentado. Os vizinhos ouviram o barulho da confusão e chamaram a polícia.

Os pais da acusada dizem que a extorsão começou desde que Heleno se aposentou, há cerca de um ano. Ela aparece na residência do casal sempre na data do pagamento da aposentadoria. A vítima diz que paga pelo menos R$ 2 mil mensais para filha, mas que no último mês entregou R$ 30 mil.

De acordo com a mãe da suspeita, o dinheiro seria usado em uma reforma na residência do casal, mas acabou sendo repassado para a filha que dizia que abriria uma empresa. Ainda segundo a mãe, ela usou o dinheiro para fazer uma lipoaspiração na barriga e colocar próteses de silicone nos seis.

Melissa nega a extorsão. Diz que fez a cirurgia com o dinheiro da venda de um carro popular que era dela. Sobre a agressão, a acusada diz que a confusão começou porque ela precisava que o pai assinasse um documento para retirar uma encomenda nos Correios e que pegou uma vassoura para afugentá-lo. Ainda de acordo com Melissa, a lesão aconteceu porque ela é muito forte por causa da academia.

— Eu peguei sim a vassoura. Só que tem uma coisa, eu malho. Tenho força.

O pai da acusada diz que ama a filha, mas que vai tentar na Justiça uma ordem restritiva que proíba a aproximação de Melissa. De acordo com o delegado que apura o caso, o crime é inafiançável e os acusados vão responder o processo na cadeia.