Reprodução/ Rede Record Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Uma bebê de cinco meses morreu depois de ser abandonada dentro de casa pela própria mãe em Pontes e Lacerda, distante 450 km de Cuiabá (MT). A mulher é usuária de drogas e deixou a filha sozinha por quatro dias. Uma das filhas da suspeita havia pedido ajuda para internar a mãe no início deste ano, mas não foi atendida.

Sonelir Rodrigues da Silva, de 42 anos, saiu de casa na quarta-feira (2) e deixou a menina sozinha no berço, com o ventilador ligado e a luz acesa. Apenas no domingo (6), o primo dela decidiu ir até a casa e arrombar a porta. Ele Sara Vitória sem vida. Com informações fornecidas pela família, a polícia encontrou a mulher em uma boca de fumo.

Siama Rodrigues da Silva, irmã da vítima, já havia feito pedido para o estado internar a mãe, pois ela não tinha condições de cuidar da criança. Ela queria que a mulher fosse internada em uma clínica de reabilitação. Porém, não foi atendida. Segundo a jovem, a mãe teve sete filhos, dos quais cinco estavam em abrigou ou adotados. Solenir era usuário de diversos tipos de drogas e chegou a ser flagrada pelos filhos tomando álcool com açúcar.

De acordo com a jovem, na época em que pediu ajuda, a mãe estava grávida de seis meses e não tinha feito nenhuma consulta de pré-natal. A mulher afirmava que iria dar a criança para qualquer um que a quisesse. Sonelir prestou depoimento à polícia e foi liberada. O delegado Felipe Leoni entendeu que ela não tinha condições de assumir os próprios atos por que estava sob efeitos de drogas. O delegado pediu com urgência a internação da usuária.

O laudo da perícia apontou que a menina morreu de sede e de fome. Sonelir já havia sido presa algumas vezes por tráfico de drogas e brigas, informou a polícia.