Ailton Cruz - Gazeta de Alagoas Ec1d21a8 cbdc 40f8 b17e f66c897766a5 Cleiton Xavier voltou a sentir lesão muscular

O meia Cleiton Xavier, jogador alagoano de São José da Tapera, Sertão de Alagoas, foi preparado por mais de um mês para voltar ao time do CRB. Ele sofreu uma lesão séria (desinserção no tendão da coxa esquerda) no dia 9 de junho, contra o CSA, e virou uma preocupação para o departamento médico. Afinal, o alagoano, que já se destacou no Palmeiras e no Metalist, foi a contratação de maior impacto do Galo para a Série B.

Recuperado da lesão, Cleiton entrou no jogo desta terça contra o Criciúma e voltou a sentir a lesão. O técnico Doriva comentou o problema na coletiva. Depois de 25 minutos (do segundo tempo), a gente teve a infelicidade na troca. Tinha colocado o Cleiton, que estava completamente recuperado, tava treinando, já tinha feito coletivo e tudo, mas ele voltou a sentir. Aí no final do jogo foi dramático, a gente praticamente ficou com um a menos, tivemos que se superar ali no final porque nessa competição você jogar com um a menos é difícil - lamentou o treinador, que viu o time empatar sem gols no Rei Pelé, em Maceió.

Médico do Galo, Orlando Baía explicou o que aconteceu.Apesar de ter treinado com o grupo normalmente durante dez dias e os exames terem mostrado que estava curado, ele voltou a sentir. Pura fatalidade - disse Orlando. Cleiton, de 35 anos, tem vínculo com o Vitória e foi emprestado ao CRB até o fim do ano. No Leão, jogou apenas uma partida em 2018. No Galo, esta foi a quarta. Enfrentou o Brasil de Pelotas, o Coritiba, o CSA e agora o Criciúma. O jogador foi contratado em maio pelo time alagoano e luta para superar as lesões musculares.

Doriva disse que, com esse novo problema, não há previsão sobre o retorno do meia ao time. Não sei quanto tempo vai levar, ele vinha bem, estava numa crescente, treinando normal, mas infelizmente a gente pensou que ia contar com a lucidez dele, ele é muito lúcido, todo mundo sabe da qualidade dele, ele deu dois passes ali, logo quando entrou, e eu disse: "Poxa, esse jogador vai nos ajudar". Mas na sequência ele voltou a sentir e é uma perda pra gente.