Mulher nega discussão com vendedor assassinado e diz que não conhecia autor do crime

  • Redação
  • 05/07/2014 15:34
  • Polícia
Facebook
Anderson Polansk

Em uma gravação de áudio, uma mulher identificada apenas como Léa negou ter discutido com o vendedor Anderson Polansk pouco antes dele ser assassinado no início da madrugada deste sábado, 05, no Escritório Bar, no bairro Baixão.

 No depoimento, Léa revela detalhes do ocorrido e explica que em nenhum momento houve briga com a vítima. Ela também contou que era amigo dele.

“Não estávamos na mesa dele. Ele era meu amigo de verdade. Ele me abraçou por trás, o copo caiu e discutimos de brincadeira. O Polansk foi pra mesa dele e depois a Tâmara e a Tailane foram até a mesa conversar com ele. De repente, esse cara surgiu do nada e foi logo perguntando o que estava acontecendo. Daí, uma pessoa que estava na mesa do Polansk, o Ivo, se alterou e disse: ‘venha resolver comigo’. O cara tirou a pistola e atirou para cima. Foi quando o Polansk voou em cima dele e não sei de mais nada porque corri”, disse.

Léa se mostrou irritada com as especulações e acusações de que conhecia o autor do homicídio e com as insinuações de várias pessoas nas redes sociais.

“Para quem está de fora, quem não estava presente, é fácil falar. Julgar é muito fácil. Todo mundo era amigo dele. A gente também está sofrendo e muito pior por estarmos sendo acusadas de uma coisa que não fizemos. A gente não é puta, a gente trabalha e amava ele. O cara que se intrometeu onde não devia. E ele vai ter que dizer porque matou o Polansk. Não tenho medo dele. Vamos provar que não conhecemos ele”, colocou.

Notícias sobre o crime:

Confusão que terminou em morte de vendedor começou após discussão com mulher

Vendedor é assassinado após discussão dentro de bar de Arapiraca

 

*O Minuto Arapiraca comunica que por problema técnicos não está conseguindo postar a gravação.