Divulgação Redes sociais e Márcio Ferreira/Agência Alagoas Senador Fernando Collor (PTC) e o Governador Renan Filho (MDB)

Desde o ingresso do senador Fernando Collor de Mello (PTC-AL) na disputa pelo governo de Alagoas, o cenário da concorrência transcendeu de uma propagada vitória por “W.O” do projeto de reeleição do governador Renan Filho (MDB), para a perspectiva de acirramento com uma polarização entre as duas grandes forças políticas do Estado. Para traduzir em números o atual contexto, o Ibope está consultando 812 eleitores alagoanos e divulgará, na próxima quinta (16), o resultado de seu levantamento sobre o novo cenário da eleições em Alagoas, para o governo e também para duas vagas alagoanas em disputa no Senado.

A pesquisa registrada na Justiça Eleitoral no dia 10 será a primeira a ser realizada pelo instituto de credibilidade reconhecida nacionalmente, em Alagoas. E colocará à prova o desempenho de Renan Filho, após a polêmica divulgação do levantamento do instituto Ibrape Pesquisa, na semana passada, que provocou a reação enérgica da coligação de Collor, por ter sido divulgada com atraso de mais de duas semanas e ainda apontar larga vantagem de Renan Filho, que teria pontuava 51% da intenção de voto, entre 18 e 22 de julho, contra apenas 13% de Collor, quando este sequer havia se lançado ao governo estadual.

O levantamento do Ibope foi contratado pela TV Gazeta de Alagoas, empresa da família Collor e filiada à Rede Globo. E deve ser divulgada em um dos telejornais locais, e no jornal Gazeta de Alagoas.

Na mesma semana em que recuou do anúncio de suspensão de sua pesquisa, por causa das incertezas do cenário eleitoral, o Ibrape também registrou na Justiça Eleitoral, no último dia 10, uma nova pesquisa com a mesma previsão de divulgação da pesquisa do Ibope. A pesquisa anterior deveria ter sido divulgada em 24 de julho, mas só teve dados revelados na semana passada.

Enfim, ambos os levantamentos, do Ibrape e do Ibope, trarão material farto para as análises políticas, jurídicas e também de técnicos em estatística. É esperar para ver.

Também disputam o governo de Alagoas Basile Christopoulos, pelo PSOL; Josan Leite, pelo PSL; e Melquezedeque Farias Rosa, do PCO. Nenhum dos nomes da disputa pela sucessão de Renan Filho teve registro de candidatura divulgado pelo site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), até a publicação desta reportagem.