Assessoria/Arquivo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Mata Grande

O empresário Carlos Rodrigo de Barros Barbosa Leão acusado de aplicar desvio no dinheiro público com notas falsas foi preso no município de Arapiraca. Ele é apontado pelo Ministério Público Estadual (MPE/AL) como um dos operadores do esquema de desvio de verbas, com a emissão de notas frias.

Leão havia sido preso na primeira fase da Operação Sepse, que investiga o ex-prefeito Jacob Brandão. Segundo os promotores de justiça do Gecoc, o acusado Carlos Rodrigo Leão é proprietário de algumas empresas de fachada que atuavam vendendo notas fiscais falsas para agentes públicos.

 De acordo com o MP, a R.R Distribuidora LTDA, que os operadores do esquema conseguiram desviar. Para se ter uma ideia da participação de Leão, ele se apropriava de cerca de 8% do total dos valores desviados. O ex-prefeito se entregou à Polícia, mas outros envolvidos no mesmo esquema continuam foragidos.