Agenda Alagoas E7e7c5ae 93db 4296 b75a bb34a5d2c235

Em boletim epidemiológico, a Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas (Sesau) confirmou a morte de uma pessoa infectada pelo vírus da dengue. Conforme o relatório, o caso aconteceu no município de Dois Riachos, no Sertão de Alagoas. Este é o único caso de óbito confirmado pela secretaria este ano. 

No mesmo boletim, a Secretaria de Saúde de Alagoas destaca que neste ano foram notificadas 1.584 ocorrências suspeitas de dengue no estado, correspondendo a uma baixa taxa de incidência de 47 casos por 100 mil habitantes e uma variação positiva de 35.6% quando se compara ao mesmo período do ano de 2017. 

Entre os casos suspeitos no estado em 2018, 317 casos foram descartados, 43 inconclusivos e 102 encontram-se sob investigação e 1.122 foram confirmados. Contudo, apesar do baixo número de casos registrados tanto em 2017, quanto em 2018, alerta-se para o risco de aumento dos casos de dengue para o ano de 2019. 

Os números disponibilizados pela Sesau mostram que na faixa etária dos casos confirmados para dengue, observa-se o maior registro de ocorrências entre 20-34 anos, com 470 casos (42%). Já entre os 1.122 casos confirmados por dengue neste ano no estado, 48% são do sexo masculino e 51% do sexo feminino. 

Outros casos 

Sobre casos suspeitos de chikungunya, até o momento foram notificadas 172 ocorrências, com o maior registro no mês de janeiro. Em análise comparativa no mesmo período de 2017, observa-se considerável redução. "Dos casos suspeitos em 2018, 69 foram confirmados, 84 descartados e 17 sob investigação", destaca o texto do boletim epidemiológico da Sesau. 

Já com relação à zika, foram notificados 206 casos suspeitos no estado em 2018, destes, 79 casos foram confirmados, 105 descartados e 22 encontram-se em branco. Em 2017, no mesmo período avaliado, Alagoas teve o registro de 169 casos suspeitos. Há uma pequena variação em comparação com o 2017.