Inaugurada, nova adutora mudará a vida de milhares de arapiraquenses e agrestinos

  • Redação c/ Assessoria
  • 10/08/2014 09:41
  • Cidade
Assessoria

Foi inaugurado oficialmente neste sábado (9) o novo sistema adutor do Agreste, que põe fim ao rodízio no abastecimento de água da região, beneficiando cerca de 400 mil pessoas em Arapiraca e mais nove municípios.

A solenidade, realizada na estação de tratamento de água (ETA) de Arapiraca, contou com a presença do governador Teotonio Vilela, do ministro das Cidades, Gilberto Occhi, do secretário de Estado da Infraestrutura, Marcos Vital, do presidente da Casal, Álvaro Menezes, do diretor presidente do Grupo Galvão, Mário Galvão, entre outras autoridades.

Na ocasião, o governador Teotonio Vilela frisou que, com o novo sistema, a população só tem a ganhar. Ele deixou claro que não haverá aumento na tarifa para os moradores da região e que também não haverá demissões na Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal).

“A água chega para o bem-estar das pessoas e para o desenvolvimento, afinal, água é vida, é progresso, por isso a água é uma das vertentes do meu governo”, disse Vilela. Ele falou ainda sobre a inovação da companhia em adotar uma Parceria Público-Privada (PPP) para instalação do novo sistema. “Só tem duas parcerias como essa na área do saneamento no Brasil. A da Casal é pioneira no Nordeste”, assinalou o governador.

Segundo explicou o presidente da companhia, Álvaro Menezes, começa agora uma fase de ajustes em Arapiraca e nos outros nove municípios do Agreste. “Será o período para adaptação dos procedimentos operacionais, tendo em vista que algumas áreas onde a água chegava com pouca pressão agora haverá água com mais força”, detalhou.

Menezes também lembrou que a estação de tratamento de água (ETA) de Arapiraca é a mais moderna do Nordeste e disse que a obra levou apenas 12 meses para ficar pronta. “Foi muito importante a troca de experiências entre o agente público e o privado”, disse o presidente, fazendo referência à PPP firmada entre a Casal e CAB Águas do Agreste, empresa do Grupo Galvão responsável pela parceria.

Na opinião do diretor presidente do Grupo, Mário Galvão, “parcerias entre empresas públicas e privadas competentes mostram que o Brasil pode garantir a universalização do acesso à água”. Presente na solenidade, o ministro das Cidades, Gilberto Occhi, elogiou o empenho do Estado para realização da obra.

A inauguração também foi prestigiada pela prefeita de Arapiraca, Célia Rocha, diversos outros prefeitos da região que serão beneficiados pelo novo sistema, o presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, José Carlos Malta, o presidente da Assembleia Legislativa Estadual, Fernando Toledo, o procurador geral de Justiça, Sérgio Jucá, o presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), Jorge Dantas. Funcionários, diretores, gerentes, engenheiros e técnicos da CAB Águas do Agreste e da Casal também acompanharam a solenidade.

Composto por estação de captação, localizada às margens do rio São Francisco, em Traipu, 57 quilômetros de adutora, reservatórios, estação de tratamento de água e sistemas de interligação à rede de distribuição, o novo sistema teve investimentos de R$ 143 milhões. O contrato da PPP tem validade de 30 anos.