“Candidatos de fora vêm pedir votos em Arapiraca e depois desaparecem”, diz Houly

  • Redação
  • 12/08/2014 19:42
  • Polícia
Adalberto Custódio

Dando sequência à série de entrevistas com os candidatos arapiraquenses que disputam o cargo de deputado federal nas próximas eleições, o Minuto Arapiraca conversa com o ex-vereador e presidente do diretório municipal do Partido Progressista (PP), Julio Houly, que fala sobre sua candidatura a deputado federal. Durante a entrevista, Houly fez uma análise da atual conjuntura política e citou alguns de seus projetos para Arapiraca e região caso seja eleito no dia 5 de outubro.

O candidato pepista também lamentou o fato do atual grupo que administra Arapiraca estar pedindo votos para candidatos de fora, ao invés de apoiar um candidato que realmente seja conhecedor dos problemas da população e que, principalmente, tenha compromisso com os arapiraquenses.

 

ENTREVISTA

 

Minuto Arapiraca – O que o levou a se lançar candidato a deputado federal nestas eleições?

Júlio Houly – Após cumprir três mandatos como vereador percebi que a minha missão no Legislativo arapiraquense já estava cumprida. Atualmente há uma necessidade de a região ter um representante que, realmente, tenha condições de cumprir o mandato inteiro e, consequentemente, trabalhar para elaborar projetos e direcionar recursos voltados ao desenvolvimento, inclusive com parcerias junto aos governos estadual, federal e os municípios.

 

M.A. - Atualmente Arapiraca não possui representação própria em Brasília e nenhum dos cinco candidatos a deputado federal da terra recebeu o apoio de Célia Rocha e Luciano Barbosa, que estão pedindo voto para Ronaldo Lessa e Paulão. Como o senhor avalia esse quadro político?

J.H. – Infelizmente há uma concentração de poder em torno do grupo político que, nos últimos anos, vem administrando Arapiraca. Depois que a Célia Rocha deixou seu cargo de deputada federal para disputar a eleição de prefeita, o grupo que ela faz parte não conseguiu ou não quis lançar um nome para sucedê-la e representar a Terra de Manoel André e a região na Câmara Federal.

 

M.A. – O senhor acredita que diante deste quadro os candidatos da terra sairão em vantagem?

J.H. – O povo de Arapiraca é esclarecido politicamente e sabe da importância que o município tem não só para Alagoas como também para o Brasil. Há muitos anos Arapiraca vem sendo tratada como segundo plano na política estadual, com candidatos ocupando apenas cargos de vice ou de suplente. Sem representação própria em Brasília, o município deixa de receber recursos importantes por não ter projetos elaborados por representantes que morem aqui e que sejam conhecedores dos problemas do município. Arapiraca tem condições de eleger até mais de um deputado federal.


M.A. – Qual o seu maior adversário neste processo político?

J.H. – Hoje o meu maior adversário é a concorrência desproporcional. Enquanto nossa campanha é pautada em serviços prestados à população e na busca do apoio popular, alguns candidatos de fora cheios de recursos chegam em Arapiraca apenas para buscar votos e depois que ganham as eleições vão embora e nada fazem pelo município nos quatro anos seguintes.

 

M.A. – O senhor foi vereador por Arapiraca em três oportunidades e na última foi o mais votado do município. Desde que concluiu o mandato, em dezembro de 2006, permanece sem mandato eletivo. O senhor havia desistido da política?

J.H. – De forma alguma. Em 2006 fui candidato a deputado estadual, onde consegui uma votação expressiva, com aproximadamente 11 mil votos, ficando na suplência. Em 2010 tentei sair candidato a deputado federal, mas minha candidatura foi inviabilizada por motivos superiores. Durante esses oito anos atuei na política através dos bastidores, fazendo articulações e comandando o diretório municipal do PSB e agora do PP.

 

M.A. – O senhor é Engenheiro Agrônomo e especialista em Irrigação. Caso seja eleito deputado federal sua prioridade será a Agricultura?

J.H. – Enquanto legislador meu papel será defender não somente um, mas todos os setores. Reconheço que tenho uma afinidade especial com o setor da agricultura familiar, onde certamente irei criar vários projetos e leis que beneficiem o homem do campo e, principalmente, estimulando a geração de emprego e renda, a exemplo do Cinturão Verde, projeto de minha autoria quando fui vereador.

 

M.A. – Qual o seu principal projeto para a região?

J.H. – Nosso projeto é amplo e foi construído a quatro mãos, ou seja, com a ajuda e opinião popular. Tenho dois projetos importantes que posso destacar aqui. Um deles é defender a continuidade da obra do Canal do Sertão e, com isto, tentar transformar Arapiraca num polo de fruticultura, a exemplo do que já acontece em Petrolina (PE) e Juazeiro (BA), gerando mais de 8 mil empregos. O outro projeto é a construção de uma Central de Abastecimento (Ceasa) em Arapiraca. É inadmissível um município como Arapiraca não ter um entreposto para armazenar e comercializar a produção no atacado.

 

M.A. – Na sua opinião, qual o maior problema enfrentado atualmente pelos arapiraquenses?

J.H. – Sem sombra de dúvidas, a deficiência no abastecimento d’água e energia elétrica não só provocam a falta de qualidade de vida às pessoas como também atrapalham o desenvolvimento da cidade, pois muitas empresas e indústrias de grande porte deixam de se instalar aqui por conta destes problemas. Em Brasília irei lutar para resolver, de uma vez por todas, esta situação.

 

M.A. – Quem são seus candidatos nesta eleição?

J.H. – Para presidente votamos no ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), que concorre ao cargo ao lado da ex-senadora Marina Silva, candidata a vice. Para o Senado, Omar Coelho e para governador nossa opção é Benedito de Lira, pois nós, enquanto lideranças do Agreste, tivemos participação efetiva na construção do seu projeto de governo. Além do mais, Biu tem experiência política somada em mais de 12 mandatos, desde vereador por Junqueiro, deputado estadual, deputado federal e senador da república.

 

BIOGRAFIA DO CANDIDATO

Júlio Houly é engenheiro agrônomo graduado na UFRPE e especialista em irrigação. Funcionário da antiga EMATER há 34 anos, atuou prestando relevante serviço nas regiões do Agreste, alto e médio Sertão. Durante o período foi assessor de Irrigação Regional da EMATER e Secretário de Agricultura do município de Arapiraca por duas vezes. Exerceu o mandato de vereador por três vezes, sendo no último o mais votado do município de Arapiraca.