Lisa Gabriela/Cada Minuto Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Delegados realizaram uma coletiva na manhã desta terça-feira (27)

Uma coletiva de imprensa foi realizada na manhã desta terça-feira (27) para divulgar detalhes sobre a operação Sesmaria, da Polícia Federal que desviou cerca de R$ 10 milhões. Segundo o delegado da PF, Luciano Patury, estão envolvidos vários agentes públicos dos 14 municípios de Alagoas, entre os envolvidos constam dois secretários de finanças e dois ex-secretários de administração. Ao todo, três pessoas foram presas, porém os nomes não foram divulgados pela PF.

Conforme o superintendente da Controladoria Geral da União em Alagoas, Moacir Rodrigues, várias irregularidades foram encontradas durante a investigação. Segundo explicou Moacir, os preços cotados na pesquisa para a contratação de veículos se mostraram em até 400% acima do preço que foi efetivamente contratado.

“Por exemplo, alguns ônibus foram contratados por R$ 4.950 por mês e foi majorado para R$ 7.020. Percebemos essa majoração em fase de locação que foi indevida”, destacou Moacir.

De acordo com o superintendente da CGU, durante o processo elaborado foram encontradas várias falhas nos termos. “Vimos a contratação de um número bastante expressivo de veículos de diversas naturezas, que não é condizente com o próprio município”.

Além disso, as empresas que prestaram informações para a cotação, algumas delas sequer tinham na sua atividade a prestação de serviço da locação. Um dos casos investigados foi a prefeitura de Boca da Mata que aumentou o consumo da gasolina dos veículos do município.

“Também percebemos o aumento da gasolina, por exemplo. Na execução, inicialmente, vimos que estava com 150 mil litros e no final do contrato para 600 mil litros. Eles foram aplicados bem acima do município. Já o diesel estava no contrato 252 mil litros e no final, 480 mil litros”, explicou Rodrigues.

De acordo com o delegado Luciano, a investigação teve início em 2016 e foi constatado que agentes públicos envolvidos estavam com um grande patrimônio de carros importados, mansões, entre outros. Dos bens apreendidos tem uma embarcação avaliada em R$800 mil.

Municípios alvos da operação

De acordo com a PF, os municípios que foram alvos da investigação, sendo eles sertanejos: Dois Riachos, Pão de Açúcar, Pariconha, Pão de Açúcar, Mata Grande e Maravilha. Além dos cinco municípios sertanejos os municípios de: Boca da Mata, Olho d´Água Grande, Branquinha, Campo Grande, Joaquim Gomes, Rio Largo, São Luiz do Quitunde, Estrela de Alagoas, e São Miguel dos Campos, foram alvos da operação.

Sesmaria é uma referência de prática adotada no Período Colonial em que o território foi dividido entre particulares para fins de exploração. É impossível entender o Período Colonial sem que se faça referência ao Sistema Sesmarial, que só foi abolido às vésperas da Independência. Todavia, seu impacto sobre a estrutura fundiária do país faz-se sentir até hoje.

Entre as medidas adotadas está o afastamento dos envolvidos dos cargos e o repasse do valor que foi roubado.