Reprodução / Redes sociais D16f2f3c 0837 4ee0 9adc a96d1f82e7a0 Jéssica Lima

A polêmica em torno do caso da jovem Delmirense Jéssica Lima, 23 anos, impressionou por se tratar de um caso inusitado. A jovem que faleceu no ínicio deste ano (2019) após internada desde o dia 23 de Dezembro de 2018 em decorrência de uma infecção generalizada, teve seu sepultamento quase não realizado pela sua família que acredita que a jovem poderá ressuscitar a qualquer momento. A jovem foi sepultada no final da tarde de sábado (05) após uma mobilização da polícia que levou médico para examinar o corpo e convencer a família a realizar o sepultamento.

Mesmo durante o sepultamento de Jéssica, a família acreditou que no cemitério público municipal de Delmiro Gouveia, no Sertão de Alagoas, a jovem poderia ressuscitar na ocasião. O sepultamento aconteceu com a presença de uma multidão de pessoas que além de se despedir da jovem quiseram acompanhar para ver se o ''milagre'' de fato aconteceria.

Após o sepultamento, familiares de Jéssica informaram que farão vigília no cemitério, pois acreditam que a jovem poderá ressuscitar a qualquer momento. Segundo informações do site UOL que acompanhou o caso, os pais da jovem não quiseram conceder entrevista por estarem muito abalados com a perda da filha.