Internet A1fc5b3c a3a1 4a8d b32c 98ca97d8fc6a Carneiros, Sertão de Alagoas

A Prefeitura de Carneiros, Sertão de Alagoas, vai ser investigada por contratação irregular de servidores. O Ministério Público de Alagoas (MP/AL) resolveu converter em inquérito civil o procedimento preparatório que apurava denúncia desde o início do ano passado. 

Segundo publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) nesta terça-feira (22), além da contratação ilegal de pessoal, o órgão fiscalizador identificou a contagem de tempo fictício de serviço de alguns servidores e o atropelamento da ordem de classificação de concurso público.

A portaria foi assinada pelo promotor de Justiça, Fábio Bastos Nunes, da Promotoria de São José da Tapera. Na segunda-feira (21), Nunes requisitou do atual prefeito do município, Geraldo Novais Agra Filho (MDB), cópia da Lei Municipal que instituiu Fundo de Previdência Própria dos Servidores de Carneiros e informações/extratos de contribuição dos servidores contratados, em tese, ainda durante a menoridade.

Em certos casos, aparecem professores contratados aos 11, 13 e 15 anos de idade. O gestor terá quinze dias para enviar as informações ao Ministério Público. De acordo com informações da assessoria da atual gestão municipal de Carneiros as referidas contratações teriam ocorrido na gestão do ex-prefeito Genivaldo Agra.