Assessoria

Os irmãos Boiadeiros estão sendo julgados nesta segunda-feira (04) pela morte de Samuel Theomar Bezerra Cavalcante, ex-cunhado do prefeito Paulo Dantas e do sargento reformado da polícia militar Edvaldo Joaquim de Matos, ocorrido há mais 13 anos na cidade de Batalha.

 José Márcio Cavalcanti de Melo, o Baixinho Boiadeiro, apareceu no Júri depois quase um ano foragido já que tem aberto um mandado de prisão pela morte de Tony Pretinho e pela tentativa Emílio Dantas. Ainda não se tem informações se ele será detido após o julgamento pela morte do vereador.

Os irmãos estão sendo julgados junto com Thiago Ferreira dos Santos, vulgo "Pé de Ferro", e José Marcos dos Santos, "o Tigrão" de terem participado dos assassinatos.

Em 2006, as vítimas foram mortas à queima-roupa com mais de dez tiros de pistola automática quando trafegavam nas imediações de uma boate, numa caminhonete S-10.

À época, o irmão de Samuel, Theobaldo Cavalcante afirmou que o alvo do atentado seria o prefeito Paulo Dantas e que os acusados atiraram para o alto anunciando que iriam matar as vítimas.