Edilson Omena 47bf45b3 7609 434b 93da 115a1c486847

A Polícia Civil disponibilizou os áudios onde Baixinho Boiadeiro e outros membros da sua família planejam assassinar o deputado estadual Paulo Dantas e a prefeita de Batalha Marina Dantas. Segundo levantamentos, Baixinho, com o auxílio do seu primo Dênis Boiadeiro, teria pago a quantia de R$ 290 mil aos pistoleiros pernambucanos que executariam o parlamentar e a prefeita. Os aúdios extraídos do WhatsApp foram divulgados nesta quarta (6), dois dias após a prisão de José Márcio Cavalcanti de Melo, Baixinho Boiadeiro, suspeito de ser o mentor do esquema.

O crime foi encomendado no início do mês de junho de 2018 e a ordem era que o casal fosse morto antes das eleições para evitar que Paulo Dantas se elegesse ao cargo de Deputado Estadual para o qual concorria. O plano foi confirmado por meio de áudios do aplicativo cujas suspeitas levam a voz de Baixinho Boiadeiro cobrando o término do serviço.

Confira:

Áudio 1 

Áudio 2

Áudio 3

Áudio 4

Áudio 5

Áudio 6

Áudio 7