Polyana Lima / CM Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Gustavo Gatto, delegado da Polícia Federal de Alagoas (PF/AL)

Após armas de fogo e munições de grosso calibre terem sido encontradas nesta terça-feira (27), em um terreno localizado na Zona Rural do município de Batalha, no Agreste alagoano, a Polícia Federal de Alagoas (PF/AL) informou que o arsenal, supostamente, era locado para grupos criminosos da região.

Em entrevista ao CadaMinuto, o delegado responsável pelo caso, Gustavo Gatto, explicou que a hipótese é de que o armamento era “alugado” e utilizado em assaltos a bancos na região. “Toda vez que ele [o proprietário] alugava essas armas para alguém, ele desenterrava e entregava à pessoa. Porém, nada ainda foi confirmado”, informou.

Questionado sobre quem seria o dono do terreno, Gustavo disse que, a princípio, o proprietário do terreno, que não teve a identidade divulgada, não teria ligação com o armamento. “Ele sequer tinha conhecimento sobre as armas”, contou o delegado.

Sobre as luvas apreendidas no terreno, o delegado informou que são utilizadas para não deixar vestígios ou impressões digitais nas armas ou no local do crime. Além disso, o fato de um mapa com rota de fuga também ter sido encontrado no local, leva a polícia a crer que o material estava sendo utilizado para cometer crimes na cidade.

O delegado ainda disse que o material apreendido será periciado e que o objetivo da investigação é identificar o proprietário das armas e depois tentar relacionar as armas aos crimes ocorridos na região.

O caso

Por meio de uma denúncia anônima, a Polícia Federal recebeu a informação de que uma quadrilha especializada em assaltos e crimes de mando que opera no Estado de Alagoas, teria enterrado armas de fogo de grosso calibre e munições em uma localidade rural próxima à cidade de Batalha/AL.

A partir da denúncia, policiais federais passaram a realizar diligências no local apontado e em regiões adjacentes e perceberam que, em local ermo, o solo havia sido recentemente escavado, o que chamou a atenção dos policiais.

Após buscas realizadas naquele local, foram encontradas duas espingardas calibre 12 e 14 munições do mesmo calibre como, também, luvas tricotadas de algodão e luvas cirúrgicas. Junto a todo este material, foram encontrados mapas da região com indicações de rotas de fuga destacadas.

As apreensões decorrentes desta ação serão devidamente processadas junto ao Inquérito Policial que está em andamento na Polícia Federal em Alagoas.