Cada Minuto Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Acusados de assassinar um homem durante um arrastão foram presos durante uma operação das polícias Civil e Militar, nesta sexta-feira (05). A vítima foi identificada como Ivanildo Lúcio da Silva, morta no dia 27 de março deste ano, no Sítio Lages, em Canapi.

Segundo o delegado Rodrigo Cavalcanti, titular da Delegacia Regional de Delmiro Gouveia (1ª DRP), o grupo criminoso também praticava assaltos e roubo de motos nas cidades de Inhapi e Mata Grande, todas no Sertão alagoano.

Os presos foram identificados como José Carlos Gomes de Oliveira, 19 anos, e Joedson Bezerra dos Santos. Ambos foram levados para a delegacia de Delmiro, onde ficarão à disposição da Justiça.

Outros envolvidos conseguiram fugir, entre elas uma mulher – Rejane Soares da Silva, e de um homem de nome Luciano Vitalino de Oliveira, conhecido como “Côca”, suspeito de ter sido o autor da morte de Ivanildo Lúcio, no Sítio Lages. “Já identificados todos os foragidos e vamos pedir a prisão preventiva deles”, disse o delegado.

Na operação, deflagrada após investigações, foram apreendidas cinco motocicletas, cinco balaclavas, cinco aparelhos de telefone celular, 11 munições de calibre 12, além de documentos pessoais, que seriam das supostas vítimas dos assaltos praticados pela quadrilha.

A ação foi coordenada pelo gerente de Polícia Judiciária da Região 4 (GPJ4), delegado Cícero Lima, e pelos delegados Rodrigo Cavalcanti e Thomaz Acioly, do Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) de Mata Grandem, e teve a participação de policiais civis da 1ª DRP e do CISP de Mata Grande, além de militares do 9º Batalhão da Polícia Militar (9º BPM), sediado em Delmiro, comandado pelo tenente-coronel Anaximandro Tenório.