Defensoria Pública Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Após inspeção motivada por denúncias, a Defensoria Pública de Alagoas informou nesta quarta-feira (24) que elaborou um documento que recomenda que a Prefeitura Municipal de São José da Tapera, no Sertão de Alagoas, melhore as estruturas e as condições sanitárias e de segurança da Escola Elizabeth Jacobá Maria Bogers.

Ao se procurada pela reportagem do G1, a assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal município informou que a gestão municipal já vem atuando em melhorias das escolas municipais e que a Escola Elizabeth Jacobá Maria Bogers receberá intervenções em breve.

No documento elaborado pela Defensoria Pública, o pedido para intervenção na unidade estudantil, que apresenta irregularidades na área externa, falta de escoamento das águas das chuvas, capim alto e acumulo de lixo; além de quadra poliesportiva desativada e problemas de manutenção, é de 15 dias.

Irregularidades

Na ocasião, a inspeção ainda constatou problemas no portão principal do prédio e no interior da unidade de ensino, que está com bebedouros não higienizados, carteiras e cadeiras quebradas e ausência de extintores de incêndio, equipamentos de proteção e ventilação nas salas de aula.

Na recomendação, a defensora explica que, caso as irregularidades não sejam tomadas, a Defensoria Pública adotará as medidas judiciais cabíveis para assegurar os direitos dos estudantes e funcionários da escola.