Cortesia/Minuto Sertão Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Um fato revoltou moradores de Major Izidoro, Sertão de Alagoas, na manhã desta segunda-feira (02). Uma árvore que estava plantada na entrada da cidade foi queimada provocando um dano ambiental. A árvore de aproximadamente 3 metros de altura, única que dava sombra na localidade. ficou repartida ao meio após ter sua raiz queimada por um ou mais indíviduos desconhecidos.

O entrocamento que fica as margens da rodovia AL 220, ficou interditado em uma das vias de acesso a cidade com a queda da árvore que estava há anos plantada na localidade. A prefeita do município Santana Mariano após tomar conhecimento do dano a árvore centenária afirmou que não vai se abater e que irá plantar não uma, mas 10 árvores pra compensar a perda.

O Minuto Sertão recebeu imagens registradas por moradores, informações dão conta de que uma perícia deverá ser feita no local para apurar e identificar quem tenha causado o dano ambiental.

Provocar incêndios florestais, seja de forma intencional ou por acidente, é crime ambiental e rende punição em instâncias variadas. Os autores respondem em esfera administrativa — com multa, por exemplo — e criminal, por dolo ou culpa. Em todos os casos, é obrigatório recompor a vegetação destruída. Materiais usados para atear fogo, como fósforos, isqueiros ou pontas de cigarro servem como elementos de prova. Mesmo quando o incêndio decorre da queima de poda de árvores ou de lixo, é possível identificar a origem.

Veja um vídeo feito por um internauta: