Homem é morto a tiros depois de assalto dentro de ônibus

  • eduardocardeal
  • 23/06/2009 22:22
  • Polícia
O encarregado de pátio da empresa Vitral Marivaldo Santana Passos, 40 anos, foi morto com um tiro no peito durante assalto ocorrido na manhã desta terça-feira, 23, no interior do coletivo da Empresa Capital, número de ordem 1409. Na hora do crime o veículo trafegava pela Avenida Aliomar Baleeiro, no bairro de Jardim Cajazeiras. A vítima chegou a ser socorrida por uma viatura do grupamento Rondas Especiais (Rondesp), da Polícia Militar (PM), mas o carro colidiu com um caminhão na Avenida Vasco da Gama.

Marivaldo chegou a ser transferido para outra viatura da PM, mas chegou sem vida ao Hospital Geral do Estado (HGE). Segundo testemunhas que prestaram depoimento no Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (Gerrc), na Baixa do Fiscal, três homens armados anunciaram o assalto dentro do coletivo que fazia a linha Cajazeiras – Estação Pirajá.

A vítima estava no último banco do fundo e os bandidos já haviam saqueados os demais passageiros quando um deles foi na direção do encarregado e ocorreu o disparo. Ainda existem dúvidas se Marivaldo Santana tentou reagir ao assalto ao ser abordado ou se levantou-se para tirar uma jaqueta. O tiro entrou no peito e transfixou o corpo do encarregado.

O pânico se instalou entre os passageiros, mas os bandidos conseguiram fugir depois de obrigar o motorista a parar o veículo. Pouco depois uma viatura da Rondesp foi parada pelos ocupantes do coletivo para socorrer a vítima e a equipe deu o alarme a Central da Polícia sobre o latrocínio. Diversas equipes da PM e do Gerrc realizaram buscas aos assaltantes.

Segundo informações de colegas da vítima que estiveram no HGE, Marivaldo Santana trabalhava na mesma empresa há cerca de 20 anos e era querido pelos demais funcionários. Ele residia no bairro de Dom Avelar.