Central do Sertão Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

A morte do ex-vereador e ex-candidato a prefeito de Canapi, Sertão de Alagoas, Antônio Soares Brandão, o ''Tonho Prefeitinho'', como era popularmente conhecido pode ter sido motivada por vingança, conforme aponta a polícia como uma das linhas de investigação. O ex-parlamentar que atuava como empresário do ramo de informática em Canapi, estava pedalando em sua bicicleta na manhã de terça-feira (17) pela rodovia BR 316 nas imediações do município de Mata Grande quando teria sido surpreendido por um indíviduo não identificado que teria se aproximado a pé e efetuado vários disparos em direção a cabeça do empresário que faleceu no local.

De acordo com levantamento da Polícia Civil que segue investigando o caso, Tonho Prefeitinho teria adotado há pouco tempo a rotina de pedalar pela rodovia federal. O autor dos disparos estaria aguardando em um matagal as margens da rodovia, a vítima passar para executá-la, após concluída a execução um veículo de cor preta e modelo não revelado, estava a sua espera. A Polícia Civil obteve informações dos famiiares de que Tonho não possuía inimizades e que não recebia ameaças de morte.

Na ocasião do crime, um amigo que seria guarda municipal estava na companhia do mesmo e teria tentado alertá-lo ao perceber o indíviduo armado indo em sua direção, pórem não teria dado tempo. Esse amigo conseguiu fugir enquanto o ex-vereador estava sendo assassinado. O delegado Thomaz Acioly, titular da delegacia de Mata Grande investiga o caso.