Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Alunos dos cursos de zootecnia e pedagogia da Universidade Estadual de Alagoas – Campus Santana do Ipanema (UNEAL) estiveram, nesta quinta-feira, 13, na sede da Defensoria Pública do Estado, no município, para relatar carência de professores em ambos os cursos. 

Conforme os estudantes, a situação tem gerado atrasos na conclusão das graduações, já que não há previsão de contratação e as disciplinas faltantes são necessárias para o fechamento do currículo acadêmico.

Devido à carência, a previsão de término de curso - que em pedagogia é de quatro anos e, em zootecnia, cinco anos e meio - passou para de sete a oito anos. 

Após ouvir os fatos narrados pelos estudantes, os defensores públicos do município, João Sinhorin e Carina Soares, instauraram procedimento administrativo para apurar a extensão da falta de professores e, se necessário, ingressar com as medidas jurídicas cabíveis.