Médico de Michael Jackson estava deixando de exercer a medicina em Las Vegas

  • annaclaudia
  • 27/06/2009 12:21
  • Brasil/Mundo

O médico particular de Michael Jackson, Conrad Murray, enviou uma carta a seus pacientes em Las Vegas onze dias atrás, anunciando que estaria deixando de exercer a medicina naquela cidade por tempo indeterminado. A informação é do site TMZ

"Eu estou profundamente triste em deixá-los neste momento, mas por favor saibam que minha ausência não será permanente", escreveu, completando: "Em minha ausência, eu continuarei exercendo a medicina e estarei envolvido tanto quanto possível, porém a distância".

Nesta sexta, um produtor da série de shows que Michael Jackson faria em Londres revelou que o cantor insistiu para que a companhia AEG Live contratasse Murray.

O presidente da AEG Live, Randy Phillips, responsável pela produção da turnê, disse à agência de notícias Associated Press que Murray esteve acompanhando o artista nos últimos três anos.

Phillips disse que Michael solicitou aos organizadores dos shows que Murray o acompanhasse durante a turnê, que deveria se estender até 2010.

Um oficial da polícia de Los Angeles afirmou que detetives falaram com Murray imediatamente após a morte do cantor, e que o contato foi mantido durante a sexta-feira (26). A polícia aguarda que o médico, que ainda não foi localizado, se apresente para prestar depoimento.

De acordo com a ligação feita ao resgate, o médico estava ao lado do cantor no momento em que ele sofreu uma parada cardíaca, nesta quinta-feira (25).