Há um ano Arapiraca realizava primeira cirurgia cardíaca do interior de Alagoas

  • Assessoria
  • 19/06/2015 17:47
  • Cidade
Assessoria

No dia 20 de junho de 2014, a equipe de cardiologia do Complexo Hospitalar Manoel André (Chama) de Arapiraca entrou para a história da medicina alagoana ao realizar a primeira cirurgia cardíaca com circulação extracorpórea do interior do Estado. O procedimento foi realizado 35 anos após a primeira cirurgia realizada em Alagoas, ocorrida no ano de 1979, em Maceió.

O paciente foi o marceneiro aposentado Francisco Paz de Souza, 72, que ganhou uma nova chance para viver, após vencer um sério problema cardíaco que, por pouco, não tirou sua vida.

O procedimento realizado foi a revascularização do miocárdio, mais conhecida como ponte de safena. A cirurgia teve duração de 3 horas e foi comandada pelo cirurgião cardiovascular Sérgio Francisco Junior e sua equipe, dando início assim às atividades do Hospital do Coração do Agreste (HCA), anexo ao Complexo Chama, o primeiro da região completo para cuidados cardiológicos.

Seu Francisco, que na época tinha 71 anos, há três sofria de uma doença responsável pela morte da maioria das pessoas acima de 50 anos, a isquemia do coração, causada pelo entupimento das artérias que alimentam o músculo cardíaco. Ele teve alta médica seis dias após o procedimento e hoje desfruta de uma vida praticamente normal junto à família.

“Estou muito bem e feliz. Esse milagre só foi possível graças a Deus e à competente equipe do Chama, que me trouxe de volta para a vida. Serei eternamente grato àqueles excelentes profissionais, que tornaram-se mais do que médicos, mas amigos de verdade”, disse Seu Francisco, emocionado.

O procedimento foi um marco importante para o interior de Alagoas, em especial para Arapiraca. O comprometimento de toda a equipe de enfermeiros, técnicos, fisioterapeutas e médicos desde a enfermaria, centro cirúrgico até a UTI foi fundamental para o sucesso do procedimento.

Com recursos próprios, o Hospital do Coração do Agreste investiu em profissionais qualificados e o que há de mais moderno em equipamentos para procedimentos como angioplastia, cateterismo e implantação de marcapasso. A Hemodinâmica do hospital também é uma das mais modernas do mundo. No Brasil apenas os Hospitais Albert Einstein, em São Paulo, e CHAMA, em Arapiraca, possuem este tipo de equipamento de ponta.

Em dezembro de 2014, o Hospital do Coração do Agreste (HCA) foi habilitado oficialmente pelo Sistema Único de Saúde (SUS), tornando-se credenciado a realizar procedimentos cirúrgicos de alta complexidade gratuitos à população do interior alagoano, em especial da região Agreste.

De acordo com o diretor geral de Cardiologia do HCA, o médico cardiologista Emmanuel Cavalcante Barreto, o Hospital tem a capacidade de realizar uma média de trinta procedimentos cirúrgicos por mês, o dobro da meta estipulada pelo Sistema Único de Saúde, que somam quinze procedimentos.