Arquivo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Câmara de vereadores de Santana do Ipanema

Durante a sessão da Câmara de Vereadores de Santana do Ipanema, desta sexta-feira (17), vereadores teceram várias criticas a administração do Hospital Dr. Clodolfo Rodrigues de Melo (HCRM), localizado em Santana do Ipanema.

Desde que foi inaugurado, em dezembro de 2010, o HCRM é dirigido pelo Instituto Pernambucano de Assistência Social (IPAS), e recebe, segundo divulgou os vereadores, recursos de aproximadamente R$ 2 milhões.

Os vereadores Gilmar França Nobre, Eudes Vieira da Paixão “Meirica” e Jaelson Rocha “Jal de Areias”, este último da base de situação, cobraram da direção daquela unidade hospitalar uma explicação sobre a aplicação desses recursos, “esperamos que o diretor do hospital venha a Câmara de Vereadores explicar, em audiência pública, como está sendo usado os recursos, pois é muito dinheiro que está sendo usado”, disse Jal de Areias.

Os vereadores de oposição foram mais duros ao cobrarem explicações da diretoria do HCRM. Desde um melhor atendimento, até o destino dos recursos que chegam aquele hospital.

Durante esta semana o médico André Seabra foi a uma emissora de rádio defender o HCRM de criticas sobre mau atendimento. Entre outros temas, durante a sua fala à imprensa, o representante do hospital falou das dificuldades em se contratar um médico cardiologista, e com isso acabou deixando o vereador Gilmar França indignado.

“O diretor deste hospital é um irresponsável, pois ele recebe todos os meses dois milhões de reais, e com isso ele pode ter um médico cardiologista” disse Gilmar.

Outro que não deixou barato foi o vereador Meirica, que chegou a chamar de mentirosa a fala do médico à imprensa, “é mentira aquilo que foram à emissora de rádio dizer. A conversa na rádio é bonita, mas a realidade é outra. Várias crianças já morreram neste hospital, ainda na barriga da mãe, tudo por falta de um bom atendimento”, completou Meirica.