Divulgação Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Santana do Ipanema

O Comando do Policiamento de Área-I do Interior da Polícia Militar de Alagoas divulgou nesta quinta-feira (21) o relatório final da 49ª Festa da Juventude, acontecida entre os dias 15, 16 e 17 de julho de 2011, em Santana do Ipanema.

Seguindo as determinações do Ministério Público e do Poder Judiciário, a PM, sob o comando do major Davi José Monteiro, colocou em funcionamento a “Operação 49ª Festa da Juventude”, que contou com 27 (vinte e sete) veículos e 390 (trezentos e noventa) militares, sendo 7 (sete) oficiais.

Além da PM, MP e o Poder Judiciário de Santana do Ipanema a operação contou com a participação da Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal, Corpo de Bombeiros, Conselho Tutelar, Secretaria Municipal de Saúde e Empresa de Segurança Privada.

Durante os três dias de festa 21 (vinte e uma) pessoas foram detidas pela PM, sendo: 12 (doze) por desordem, 6 (seis) por uso de entorpecente e 3 (três) por desacato.

As pessoas detidas pelos casos de desordem eram liberadas no final da festa, enquanto os casos de desacatos eram enviados à 2ª DRP. Os 6 (seis) casos registrados por uso de entorpecentes foram de menores usando loló – esses casos foram entregues ao Conselho Tutelar.

Enquanto a PRF, no mesmo período, abordou 153 (cento e cinqüenta e três) veículos; realizou 99 (noventa e nove) testes de bafômetro; 229 (duzentos e vinte e nove) autuações; 4 (quatro) veículos recolhidos; 4 (quatro) CNHs apreendidas; 8 (oito) documentos de veículos apreendidos; 3 (três) prisões por embriaguês ao volante e uma apreensão de 200 frascos de loló.

O resultado geral obtido pelo Corpo de Bombeiro Militar registrou 6 (seis) ocorrências nos dias 16 (sábado) e 17 (domingo). Sendo a maioria por excesso de ingestão de bebida alcoólica e um atendimento a uma mulher ferida por arma de fogo.

Na avaliação da PM a comunidade santanense se mostrou bastante satisfeita em relação à segurança oferecida por esta, e demais instituição públicas durante todo o evento.

O relatório encerra agradecendo o apoio logístico dado a todo o pessoal, especialmente, pela Prefeitura Municipal, além dos agradecimentos ao Inspetor Chefe da PRF, ao Delegado Regional da 2ª DRP e aos componentes da equipe de segurança privada, que se uniram ao comando e contribuíram para o bom resultado da Operação.

Conclusão

“Com dedicação e empenho de todos os órgãos envolvidos na “OPERAÇÃO 49º FESTA DA JUVENTUDE” chegamos ao final com nossos objetivos alcançados ficando apenas o registro de um único ato de violência considerado grave, por ter sido praticado com arma de fogo, mas sem ferimento grave na vítima. Prevalecendo assim o uso da inteligência somada de todas as forças operantes ficando evidente que é possível sim trabalhar unidos de forma dinâmica, na manutenção da ordem pública”, concluiu o major Monteiro.