Renan Calheiros articula nome para vice na chapa de Lula nas eleições de 2022

  • Jornal de Alagoas
  • 25/10/2021 15:40
  • De Olho nas Eleições 2022
Agência Senado

Passando a atuar na articulação direta junto ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-AL), para que Pacheco seja vice do Lula em 2022, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) não deve disputar nenhum cargo nas próximas eleições. Informações foram reveladas pela colunista do jornal O Globo, Bela Megale.
 

A jornalista aponta que os dois tiveram uma conversa sobre o tema, neste mês. “Senadores do PT que mantêm boa relação com Pacheco também o sondaram sobre a disposição de assumir o posto”, emenda.

Renan Calheiros avalia que Pacheco pode dar ao ex-presidente o que ele precisa para 2022: o vetor da pacificação. O peso eleitoral também entrou na matemática. O presidente do Senado é de Minas Gerais, Estado decisivo em qualquer eleição presidencial.

Esta semana o presidente do Senado anunciou a saída do DEM para se filiar ao PSD. Já o presidente do PSD, Gilberto Kassab, defende a candidatura de Pacheco à Presidência da República como alternativa a Lula e Bolsonaro. Nos bastidores políticos, no entanto, sabe-se que Kassab pode apoiar que ele seja o vice de Lula.

Disputa local

O jornalista Edivaldo Júnior avalia que, com o afunilamento do processo político, está cada vez mais claro que o governador Renan Filho (MDB-AL) pode disputar mandato a nível estadual em 2022.

O filho de Renan chegou a ter o nome especulado como possível candidato a presidente pelo MDB ou a vice na chapa de Lula. O próprio governador de AL cuidou de afastar essas possibilidades.

Ainda de acordo com o jornalista, Renan Filho vive o dilema de sair ou não do governo em abril do próximo ano. A decisão, por mais que tenha demonstrado vontade de concorrer ao Senado no próximo ano, não está tomada.