Estudantes de Direito lançam pré-candidatura para deputado federal e estadual em AL

  • Assessoria
  • 05/05/2022 15:05
  • De Olho nas Eleições 2022
Foto: Divulgação

Thiago Toledo e Caio Lima, conhecidos por fazerem militância para Ciro Gomes – a chamada Turma Boa - anunciaram, em evento no último sábado (30), suas pré-candidaturas. Caio será candidato a deputado federal; Thiago, a deputado estadual.

A novidade - que pegou muita gente de surpresa - é que ambas candidaturas não serão pelo PDT, partido que Thiago e Caio eram filiados há anos - e sim pelo Avante, através de articulação junto a Gustavo Pessoa, ex candidato a prefeito de Maceió.

“O espaço político deve ser ocupado por pessoas que estão dispostas a enfrentar os desafios que a velha classe política não enfrenta. Vamos ajudar a reconstruir a política alagoana. E o Avante nos deu essa liberdade, faremos campanha pro Ciro e denunciaremos os desmandos de grupos políticos que - me parece - o PDT, em Alagoas, estará junto. Em suma, não havia clareza por onde se ia caminhar, agora há”, disse Caio

Lima, 25 anos, servidor público e estudante de direito da UFAL {Universidade Federal de Alagoas}, que disputará uma vaga na Câmara Federal. Thiago Toledo, jovem de 23 anos, também estudante de direito, vai para a segunda disputa.

Thiago foi uma boa revelação nas eleições de 2020, tendo 837 votos para vereador de Maceió. “O processo costuma ser desleal e as pessoas sabem disso. Entretanto, temos o que essa turma do dinheiro não tem: disposição para estudar os problemas do nosso estado e quais atores políticos que são favorecidos por esses problemas. Iremos chamar nossa gente para o jogo. Se for preciso - certamente será - vamos constranger quem usa do sofrimento e das mazelas sociais para perpetuar seus privilégios”.

Nota: de maneira rara na política alagoana, outros pré-candidatos como Teca Nelma, vereadora de Maceió; Judson Cabral, ex-deputado estadual; Mário Agra, ex secretário de
agricultura do estado, estiveram presentes para prestigiar o evento.

União progressista? Veremos.