Mouzart Noya Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Trevo que dá acesso a cidade de Inhapi

Revoltados com a constante movimentação de veículos em alta velocidade, principalmente caminhões e carretas, que trafegam pela BR-423, no trecho que cruza o Povoado Leobino, em Inhapi, na manhã desta terça feira (3), os moradores daquela povoação montaram barreiras com pneus em chamas e bloquearam a rodovia.

Eles cobravam a construção de lombadas naqueles quilômetros da BR que passa pelo povoado. Segundo alguns manifestantes uma tragédia pode acontecer a qualquer momento, já que existem várias crianças que residem próximo da rodovia e também pelo fato das pessoas precisarem está cruzando constantemente a pista para ir à mercadinhos e casas de parentes. “Não vamos esperar alguém morrer para tomar uma decisão. Isso aqui é um povoado, é uma zona urbana. Temos direito às lombadas.” Disse um dos organizadores do manifesto, sem se identificar.

A rodovia ficou interditada durante algumas horas. Uma longa fila de veículos se formou no local. A população queria que algum representante do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Denit) tomasse alguma medida para resolver o problema.

Ainda não se sabe qual foi o acordo, mas as barreiras foram desmontadas algumas horas depois, liberando o tráfego de veículos na rodovia. Nossa reportagem foi informada que o protesto somente teve fim quando algumas lombadas começaram a ser construídas naquela localidade.