Paulinho do PT diz morte do seu segurança tem relação ainda com eleição de União

  • 28/07/2009 09:41
  • Geral

O advogado Emanuel Paulo, (Paulinho do PT) que foi candidato a vice prefeito de União dos Palmares na chapa do médico Beto, derrotado adianta, que o assassinato do cabo da PM, Sergio Carlos Marcolino que fazia sua segurança "ainda é por conta da campanha eleitoral municipal do ano passado". Ele disse que União é uma cidade violenta e a impunidade é responsável por mais este crime acontecido ontem à noite perto da Igreja dos Capuchinhos.

Paulino do PT, disse que antes de ser assassinado, esteve em União com o militar que estava à disposição dele pela secretaria de Defesa Social quando este adiantou, que teria recebido mensagem que mataria o advogado Paulinho do PT e ele na primeira oportunidade.

O militar levou seis tiros e no momento que foi assassinado estava em uma moto,portava uma pistola 380 e mais dois carregadores, entretanto,não teve tempo de pegar a arma para reagir o atentado.

O Procurador do INSS, Emanuel Paulo sofreu um atentado antes da eleição e justamente o cabo da PM,Sérgio Carlos estava com ele. Paulinho do PT esclareceu que mataram o militar para deixá-lo sem segurança particular e porque,ele foi único que continuo depois da eleição dando-lhe segurança.