A Polícia Civil divulgou a prisão da empregada doméstica Cátia Rejane dos Santos Guilherme, 34 anos, em Salgado, distante 53 quilômetros de Aracaju. Ela é acusada de furtar R$ 27 mil da senhora de 71 anos de idade para quem ela trabalhava há sete meses.

Segundo o delegado Cléver Farias, da Delegacia da Polícia Civil em Salgado, Cátia aproveitou-se da confiança que a patroa tinha nela e fez mais de 20 saques de contas bancárias com os cartões da aposentada, entre os meses de janeiro e abril de 2012.

“A acusada fez saques em lotéricas e caixas eletrônicos, em Salgado mesmo e também em Lagarto, utilizando os dados bancários da vítima, que a contratou para fazer serviços domésticos em sua residência”, resume o delegado Farias.

O crime foi à tona há uma semana, quando a aposentada fez uma tentativa de saque em dinheiro, e percebeu que várias retiradas haviam sido feitas, deixando as suas contas no Banco do Brasil e Caixa Econômica sem fundos.

Os familiares da vítima procuraram a Polícia Civil para fazer a denúncia. “Dentro dos levantamentos que fizemos, verificamos que Cátia se afastou do trabalho nos últimos dias e passamos a investigá-la”, acrescenta Cléver.

No decorrer da apuração, a equipe da Delegacia de Salgado colheu filmagens das agências e também testemunhos que incriminavam a funcionária. Depois, em depoimento, Cátia confessou o crime e disse ter comprado diversos objetos com o dinheiro furtado – como computador, aparelhos de vídeo e som -, além de conceder empréstimos a amigos.

Cátia Rejane segue detida na delegacia local da PC, pelo furto do dinheiro (crime qualificado e inafiançável, pelo abuso de confiança da vítima) e pela retenção do cartão da anciã, previsto no Estatuto do Idoso.