Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O assassinato de Nivaldo Barbosa Nunes, 47 anos, vem repercutindo em toda a região deste o último dia 30/07. Nivaldo foi morto a tiros de arma de fogo, no povoado Lagoinha no município de Delmiro Gouveia, por dois homens em um Fiat Uno de cor prata. Os suspeitos ainda não foram encontrados.


Em entrevista a Rádio Jornal Web, o delegado Manoel Wanderley, da polícia civil de Delmiro Gouveia, afirmou que, por enquanto a única certeza é que a morte do Nivaldo tem característica de crime encomendado. Ele destacou que nenhuma hipótese pode ser descartada.
O delegado disse ainda que não há dúvidas que o homicídio foi cuidadosamente planejado, já que os autores do crime estavam em um carro e não se preocuparam em esconder os rostos. O outro fato que chamou a atenção foi que os assassinos teriam cumprimentado a vítima e tiveram o cuidado de não atinge outras pessoas, mostrando serem pistoleiros profissionais.


Uma das possibilidades a serem investigadas é que o assassinato possa ser motivado por questões algum fato que por ventura a vítima tenha praticado e ainda encontra-se desconhecido pela polícia. Mais esta é apenas uma, de várias linhas de investigação que devem ser apuradas pela Polícia Civil.
O delegado falou que as dificuldades encontradas durante esses dois meses que se está a frente da 26º DP, falta apoio logístico, como viaturas com condições adequadas, combustível e material humano para o trabalho. "Mais isso não é motivo para que nós percamos o ânimo para trabalhar e que esse caso do Nivaldo e outros estão sendo investigados e que o mais breve possível serão elucidados pela policia civil de Alagoas" frisou o delegado.