Reprodução Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Em tempos onde faz-se de tudo para conseguir uma vaga na Câmara Federal, surpreende a decisão do ex-jogador de futebol e suplente de deputado federal Marcelinho Carioca (PSB-SP). Ele não assumiu o mandato de parlamentar e deu espaço à mulher de um aliado chegar à Câmara dos Deputados.

Marcelinho entraria no lugar do deputado Abelardo Camarinha (PSB-SP), que tirou 130 dias de licença desde 1º de agosto. O ex-ídolo da torcida corintiana, que havia entrado na Justiça Eleitoral para obter o mandato do deputado Gabriel Chalita (PMDB-SP), agora rejeitou o cargo.

A terceira suplente do PSB, Elaine Abissamra, que é mulher do prefeito de Ferraz de Vasconcelos, Jorge Abissamra (PSB), assumiu o mandato após a desistência de Marcelinho.

De acordo com relatos de moradores, Marcelinho teria almoçado na semana passada com Jorge Abissamra. Vereadores de oposição acreditam que há indícios de que o prefeito negociou para que Marcelinho recusasse o cargo e permitisse que Elaine assumisse o mandato.