Vigilantes liberam a saída de carros-forte para abastecimento de bancos

  • 09/04/2009 05:58
  • Maceió
Vigilantes continuam em frente a sede da empresa Nordeste (Foto: Gilca Cinara)
Para não prejudicar a população, vigilantes permitiram a saída de carros-fortes para abastecimento dos caixas eletrônicos na manhã desta quinta-feira (09). Os vigilantes continuam o protesto iniciado ontem em frente à empresa Nordeste, na Rua Belo Horizonte, no bairro Farol, reivindicando o reajuste salarial que já teria sido acordado com a empresa, mas que não foi cumprido. O reajuste reivindicado pelo os vigilantes é de 12%.

Apesar da liberação de 10 carros-forte, segundo José Cícero, presidente do Sindicato dos Vigilantes, esse número não será suficiente para manter o abastecimento dos bancos, principalmente devido ao feriadão de Páscoa. "Nós estamos mantendo os 30% dos serviços que são exigidos por lei, mas sabemos que não será suficiente. Estamos tentando uma audiência com representantes do Ministério do Trabalho ainda para hoje", explica o sindicalista.

A empresa Nordeste para driblar a paralisação estaria contratando pessoas, não capacitadas, para ocupar os cargos de vigilantes. A denúncia foi informada à reportagem do CadaMinuto pelo presidente da entidade. De acordo com José Cícero, essas pessoas foram contratadas para substituir os grevistas e a denúncia foi formalizada na Polícia Federal, local onde funciona uma Delegacia Especializada em Segurança Privada.

O presidente disse ainda que na manhã de hoje, agentes da Polícia Federal fizeram algunas abordagens a carros-forte, na rua do Sol, no Centro de Maceió, para constatar a denúncia.

Os grevistas dizem que continuam em frente a sede da empresa Nordeste, até conseguiram uma negociação com representantes.