Jota Silva Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Local onde Zé Baixinho foi atingido

O agricultor José Martins da Silva, muito conhecido como Zé Baixinho, 57, uma menor indetificada como L., 16, e o bebê do sexo feminino S.L.S de apenas 11 meses ficaram gravemente feridos a tiros na tarde desta terça feira (30), por volta das 15 h, durante feira livre em Inhapi.

Segundo testemunhas dois homens em um Pálio prata de placas não anotadas chegaram à mercearia de Dona Florisa na Rua João Malta de Sá, no centro, e um deles entrou no estabelecimento atirando na direção de Zé Baixinho o atingindo com pelo menos três tiros. Outros disparos também feriram a menor no pescoço e o bebê na cabeça. Inconscientes, todas as vítimas foram socorridas com vida para o hospital de Santana do Ipanema. Seus estados de saúde são graves, segundo enfermeiros.

O motivo do crime ainda é desconhecido, mas a comerciante Dona Floriza que seria mãe adotiva de Zé Baixinho, afirmou que ao terminar de atirar, um dos criminosos que trajava uma camisa preta e usava boné teria dito: “Agora te acertamos.” Contou. Ainda segundo a comerciante que estava no balcão no momento do tiroteio, a menor mesmo ferida não largou S.L.S e ainda tentou protegê-la atrás de uma parede.

Os suspeitos teriam fugido em direção ao Povoado Leobino que fica às margens da BR-423. O Grupamento de Polícia Militar do município saiu em deligência na cidade e em povoados, mas não conseguiu localizar os atiradores.

A população está tensa com o caso e espera ansiosa por notícias dos feridos, principalmente do bebê.