Arquivo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Pão de Açúcar, Alagoas

Continua foragido da justiça o jovem Claudevan Gomes Correia que foi recapturado nesta quinta feira (1) pela polícia civil de Pão de Açúcar, mas conseguiu fugir quando era conduzido à viatura para ser transferido para a delegacia Regional de Batalha de onde seguiria para presídio Baldomero Cavalcante, em Maceió. Dois policiais que faziam a escolta não conseguiram deter o preso que correu algemado com as mãos para trás e não se intimidou com os tiros que teriam efetuado os agentes de polícia.

Segundo informações colhidas pelo Minuto Sertão policiais civis e militares continuam as buscas pelo fugitivo e há suspeita que ele tenha se evadido para o Estado de Sergipe que fica do outro lado do Rio São Francisco em Pão de Açúcar.

Prisão

Correia foi preso na madrugada de quinta feira (01), em sua residência, após cumprimento de um mandado de prisão expedido pelo Juiz Galdino José Amorim Vasconcelos. Ele é acusado de ser o autor material da morte do funcionário público Múcio Sampaio Mendonça, ocorrido em 2003, na cidade de Pão de Açúcar. “Ele estava desafiando a Polícia e hoje conseguimos prender. Mas, infelizmente, por volta das 10 horas, aconteceu esse episódio”, afirmo o delegado Adalberto Meira.

O crime

O crime ganhou muita repercussão no Sertão alagoano devido aos requintes de crueldade do assassinato. Múcio Sampaio foi morto a pauladas e seu corpo foi encontrado em estado de decomposição, em sua fazenda.

As investigações apontaram que a vítima teria sacado R$ 10 mil reais e guardava a quantia em casa. O acusado seria amigo íntimo da vítima e por isso teria acesso fácil à residência.

Em 2003, Claudevan Gomes foi preso, mas conseguiu fugir do Presídio de Arapiraca.