Goal 13693463693034 Atualmente, Cleiton Xavier é ídolo no Metalist, time da Ucrânia

Às vésperas da estreia no Campeonato Brasileiro da Série B, o Palmeiras recebeu uma notícia no mínimo desanimadora. O clube foi condenado pela Justiça a pagar quase R$ 500 mil ao meia Cleiton Xavier, que vestiu a camisa alviverde em 2010 antes de ir para a Ucrânia.

Representado pelo advogado João Henrique Chiminazzo, o jogador cobrava três meses do Direito de Arena - valor que os clubes recebem pelas imagens geradas em razão do espetáculo esportivo. A decisão foi favorável e Cleiton Xavier ficou com a diferença de 15% do valor em aberto.

"O Direito de Arena deve ser cumprido pelos clubes. Muitos ainda preferem ficar sem pagar, mas depois acabam condenados, como o Palmeiras. É muito difícil não ganhar uma causa dessa, ainda mais com os atrasos comprovados", comentou o advogado ao Portal FI.

Logo que deixou o Palmeiras, em 2010, Cleiton Xavier foi jogar no Metalist, da Ucrânia. Lá ele é ídolo da torcida e tem contrato até junho de 2014. Ele esteve na mira do Verdão para este ano, mas a briga judicial atrapalhou nas negociações. Aos 30 anos, no Brasil ele ainda jogou por Inter, Sport e Figueirense.

Em meio a condenação, o Palmeiras treina para estreia na Série B no próximo sábado (25/05), contra o Atlético-GO, às 16h20, no Estádio Novelli Júnior, em Itu.

Fonte: Tribuna da Bahia