Jota Silva Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

A colisão entre um Celta, de cor vermelha e placa KKT-4631 e uma carreta, de cor vermelha e placa AUL-1321, deixou duas pessoas mortas, na noite deste sábado (31), por volta das 23h30, em um trecho da BR-423, próximo ao povoado Moreira, município de Água Branca.

Segundo testemunha, Robson Antônio do Nascimento, conhecido como “Neguinho”, 32, conduzia o Celta, em companhia de João Eduardo Gonçalves, quando invadiu a contramão e colidiu lateralmente na carreta que era conduzida por Hemyr Augusto Ferreira.

O carreteiro conta que trafegava pela rodovia federal no sentido Maria Bode/Carié, quando ao perceber o veículo de passeio em sua pista, entrou para o acostamento, mesmo assim, o Celta que estaria em alta velocidade acabou provocando a colisão.  O impacto foi tão forte que João Eduardo e Robson Antônio morreram na hora, este último teve parte do cérebro arremessada no banco do passageiro.

Foi o motorista da carreta quem acionou a Polícia Rodoviária Federal (PRF) do posto do Carié (Canapi), que esteve na localidade para a realização dos procedimentos cabíveis. Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML), em Arapiraca.

Nossa reportagem apurou que as vítimas teriam passado o dia consumindo bebidas alcoólicas. “Neguinho” residia na Rua Manoel Ribeiro, bairro Bom Sossego, em Delmiro Gouveia, e João Eduardo era morador do Sítio Tabuleiro, em Água Branca.