Jota Silva Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Da esquerda para direita: Valter de Elias, Márcio de Adelmo, Vaninho e Tio de Valdo Luzia

Nesta quarta feira (14) a Câmara de Vereadores de Inhapi aprovou por 5x3 um requerimento que prever a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar as denúncias de desvios de recursos públicos da prefeitura municipal e irregularidades nas prestações de contas do município na gestão do prefeito Renato Alves Costa. A petição foi apresentada pelos edis Paulo Roberto Fragoso Malta Brandão (Beto Malta), Elias Ferreira Brandão (Elias Crente) e Givaldo Pereira de Melo (Tio de Valdo Luzia).

No documento também são apontadas outras denúncias como suspeita de enriquecimento ilícito do então secretário de finanças, Ezequiel Carvalho Costa (Kel), que teria se utilizado de “laranjas” para tal prática, sendo um dos suspeitos, o senhor Claudemir Vitor da Silva que é esposo da presidente do Sindicato dos Servidores do município, a senhora Lídia Rodrigues dos Prazeres.

A CPI também vai apurar a realização de pagamento maior que estabelecido no Plano de Cargo e Carreira a professores ligados a então secretária de educação Cristina Carvalho Costa, irmã de Kel que é vereador por Delmiro Gouveia. Ele também é acusado de ter pagado salários a cabos eleitorais, valores entre R$ 1 mil e R$ 3 mil, para que os mesmos trabalhassem em sua campanha nas eleições de 2008.

Segundo o presidente da Câmara Valter Elias da Silva (Valter de Elias) na próxima sessão que acontece na quarta feira (21) a edilidade vai formar a comissão para então começar os trabalhos de investigação.

Outro requerimento

Na mesma sessão os parlamentares também aprovaram por 5x3 outro requerimento do vereador Beto Malta que solicitou a presidência da Casa que requeresse da prefeitura municipal as providências cabíveis quanto à informação de acúmulo de funções da funcionária pública municipal Lídia Rodrigues dos Prazeres que é presidente do sindicato dos servidores públicos do município, bem como conselheira tutelar e foi requisitada para prestar seus serviços no Fórum da comarca de Mata Grande.