Thiago Davino Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true CRBxCEO

Na tarde deste domingo (23), no estádio Rei Pelé, o CRB precisou fazer o básico para bater o CEO, pelo placar de 1 a 0. Dominando as ações do jogo do início ao fim, o Alvirrubro desperdiçou muitas chances e somente o atacante Denílson conseguiu balançar as redes.

Com a vitória e as derrotas de CSE e ASA, o Galo assumiu a liderança isolada do Grupo A, com 14 pontos conquistados. Já o CEO segue na quarta posição do Grupo B, com 3 pontos.

O próximo compromisso do CRB no Alagoano está marcado para quarta-feira (26), às 20h, diante do Murici, no estádio José Gomes da Costa. O CEO volta a campo no mesmo dia, ás 15h15, diante do CSE, no estádio Edson Matias.

O JOGO – 1º TEMPO

A superioridade do CRB era notória desde o primeiro minuto de jogo, porém os momentos iniciais da partida foram sonolentos. As equipes pouco se arriscavam e os goleiros Júlio César e Alexandre não passavam de meros espectadores.

Pelo lado do Galo alvirrubro, Marcelo Maciel era o jogador mais procurado no ataque. Caçado pela defesa adversária, o atacante conseguiu criar a primeira oportunidade na partida, aos 12’, após se livrar da marcação e finalizar forte para defesa segura de Alexandre.

Os donos da casa dominavam o duelo e sequer eram ameaçados pelo time olhod’aguense. Apesar do maior volume de jogo, o Galo pouco exigia da defesa adversária. Aos 21’, no entanto, a defesa do CEO decidiu facilitar as ações regatianas. Após falha dos zagueiro, Geovani carregou e bateu forte, Alexandre espalmou e, na sobra, Denílson não aproveitou.

Espectador de luxo, o arqueiro Júlio César só foi exigido na marca dos 31’, quando o atacante Adriana subiu mais que o zagueiro Marcus Vinícius e cabeceou firme, obrigando Júlio a fazer uma grande defesa.

Ironicamente, a única subida do CEO ao ataque foi fatal. No contragolpe, Jhonnattan acionou Diego Rosa, que invadiu a área, ganhou de Alexandre na velocidade e foi derrubado pelo arqueiro. Pênalti assinalado.

GOOOL DO CRB – O artilheiro Denílson cobrou a meia altura e Alexandre espalmou, a bola explodiu na trave e voltou para os pés do atacante que, dessa vez, não perdoou. 1 a 0 para o CRB, na marca dos 33’.

Antes do fim da primeira etapa, o Galo acabou perdendo o meia Geovani que sentiu uma lesão e deu lugar a Léo.

2º TEMPO

O CEO mudou de uniforme para o segundo tempo. Após jogar os primeiros 45 minutos com as vestimentas tradicionais tricolores, os visitantes trocaram para o uniforme branco.  No duelo, porém, a atitude era a mesma da etapa inicial.

Em dez minutos, o CRB criou diversas chances para ampliar o marcador. A primeira saiu dos pés de Marcelo Maciel que recebeu bom passe de Léo, girou e bateu de canhota, mandando a bola para fora, assustando a torcida sertaneja.

Aos 7’, o meia Léo cobrou falta com muita categoria e a bola chegou a balançar as redes pelo lado de fora. Em seguida, Léo recebeu de Diego Rosa dentro da área e finalizou na trave da meta do goleiro Alexandre. Aos 9’, Maciel chegou a balançar as redes, mas a arbitragem já paralisava o lance, marcando impedimento do atacante.

Com o passar do tempo o CRB não parava de criar chances, porém não caprichava na hora da conclusão. Aos 19’, Diego Rosa acionou novamente o meia Léo que mais uma vez acertou o travessão, perdendo boa oportunidade para o Galo.

A pressão do time mandante poderia ser compensada aos 25’, quando Jéferson Maranhão foi derrubado pelo defensor Thiago Almeida dentro da área, resultando em outra penalidade.

PEERDEU – Porém, na cobrança, o atacante Denílson acertou o travessão e desperdiçou o segundo pênalti da partida. No rebote, Léo não aproveitou e mandou a bola por cima do gol.

O pênalti perdido parece ter abalado o CRB, que diminuiu o ritmo e as chances não surgiam mais com tanta facilidade. Aos 47’, o árbitro Francisco Carlos Nascimento encerrou o confronto.

FICHA TÉCNICA

CAMPEONATO ALAGOANO – 6ª RODADA – 2º TURNO

ESTÁDIO REI PELÉ – MACEIÓ/ALAGOAS

CRB 1 X 0 CEO

ÁRBITRO: Francisco Carlos do Nascimento;

ASSISTENTES: Adeilton Guimarães da Hora e Raquel Ferreira Barbosa;

CRB: Julio Cesar, Diego Aragão, Marcus Vinícius, Gabriel e Nilson; Olívio, Johnnattan, Geovani e Diego Rosa; Denilson e Marcelo Maciel;

TÉCNICO: Eduardo Souza;

CEO: Alexandre; Alan, Mendonça, Celso e Raul; Oseas, Jacobina, Miranda e Nen; Palhinha e Adriano Souza;

TÉCNICO: Ewerton Câmara;

CARTÕES AMARELOS: Palhinha, Alexandre, Raul, Thiago Almeida, Oseas, Mendonça (CEO), Nilson (CRB);

GOLS: Denílson (CRB – 33’ do 1º T)